NA PANDEMIA

Técnico Guerrinha espera manter o elenco do Mogi Basquete

BALANÇO O Mogi Basquete somou 16 vitórias e sofreu 10 derrotas na edição 2019/2020 - temporada do NBB12. (Foto: Antonio Penedo - Mogi Basquete)
BALANÇO O Mogi Basquete somou 16 vitórias e sofreu 10 derrotas na edição 2019/2020 – temporada do NBB12. (Foto: Antonio Penedo – Mogi Basquete)

O técnico Guerrinha considerou que a equipe do Mogi Basquete atingiu 100% dos objetivos e espera manter o elenco para a próxima temporada. A avaliação ocorreu após reunião por videoconferência em que os clubes que disputaram a 12ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB12) decidiram, de forma unânime, pelo cancelamento do nacional 2019/2020, na noide da última segunda-feira. Desta forma, com 16 vitórias e 10 derrotas, o time mogiano encerrou a competição no quinto lugar da competição. No primeiro lugar ficou o Flamengo, seguido por Franca, São Paulo e Minas.

Para o treinador, o primeiro objetivo na temporada foi o de montar um time competitivo com poucos recursos. “Eu acho que nós atingimos em 100% o nosso objetivo nesta temporada. Além de montar um time, montamos uma base para o futuro e com todas as dificuldades conseguimos ter uma unidade, uma cara e uma filosofia”, assinalou o treinador do Mogi.

Ele destacou a força do time, a vontade dos jogadores na quadra, principalmente por conta da série de desfalques na temporada, por contusões de atletas. “Brigamos de igual para igual, ficamos no pódio, conseguimos ganhar de todos os times e tivemos uma equipe que mostrou, principalmente, que não desiste nunca, tem resiliência e, independente das circunstâncias, sempre reagiu positivamente”, ressaltou Guerrinha.

O treinador do Mogi finalizou sua análise demonstrando esperança em manter o grupo para a próxima temporada. “Me sinto orgulhoso em todos os momentos, com todas as dificuldades e com tudo que conquistamos nesta temporada. Ficaria muito feliz que pudéssemos continuar com o mesmo grupo. Contratando um ou dois jogadores, teremos uma equipe de ponta para a próxima temporada”, disse o técnico Guerrinha.

Desde a paralisação dos jogos do NBB, no dia 16 de março, os dirigentes dos 16 clubes, jogadores, técnicos, árbitros, patrocinadores e agentes de atletas realizam encontros virtuais que continuarão periodicamente para o planejamento da próxima temporada.

Nas últimas duas semanas, os clubes avaliaram o projeto realizado pela equipe multidisciplinar, que foi formada para buscar as alternativas para a retomada do NBB12. Para que o NBB12 pudesse retornar, todos os times precisariam reiniciar as atividades ao mesmo tempo, mas hoje, os clubes vivem realidades distintas em relação às medidas de isolamento em suas respectivas regiões.

Neste momento, a contaminação da Covid-19 está em diferentes estágios em cada estado brasileiro e isso impacta diretamente a primeira etapa do projeto de retomada do NBB12: o início dos treinamentos.

Outra informação importante definida pelos clubes na assembleia geral da noite da última segunda-feira é que a classificação final da fase regular da temporada 2019/2020 do NBB12 será mantida para definir quais equipes representarão o Brasil nas competições internacionais na próxima temporada.

Tanto Baskteball Champions League Americas quanto a Liga Sul-Americana ainda não definiram seus regulamentos para a definição oficial de quantos times brasileiros serão convidados para cada disputa.


Deixe seu comentário