TRAGÉDIA

Tiro acidental mata jovem em Ferraz de Vasconcelos

DIÁRIO

Felipe Santos Silva, de 23 anos, foi autuado em flagrante na tarde de sábado, por homicídio culposo (sem intenção) por ordem do delegado Lourival Zacarias Noronha, de plantão na Delegacia de Ferraz de Vasconcelos. Ao manusear um revólver Rossi, de calibre 22, e com a numeração suprimida, a arma conforme contou o acusado, disparou na hora que foi abri-la e o projétil atingiu o peito de sua companheira, a atendente de telemarketing Jaqueline Lima Fernandes, de 24 anos, a qual veio a falecer a caminho do hospital.

A tragédia aconteceu na residência do casal, na rua Itororós, 132, na Vila Primavera. A versão apresentada por Felipe na delegacia foi confirmada pelo seu cunhado Israel Bruneto, de 21 anos, irmão da vítima Jaqueline, e também por outros familiares.

O carro dirigido velozmente por Israel parou bruscamente e atraiu a atenção da Polícia Militar. Uma equipe do Samu foi chamada a pedido do próprio Felipe e ficou confirmada a morte da jovem já no veículo.

Tiroteio

Ao reagir a uma tentativa de roubo, na tarde de sábado, Iderval Alcantara, de 36 anos, policial militar na Capital, baleou dois criminosos, que pretendiam roubar o seu carro, também ocupado por sua família, ao reduzir a velocidade para passar em uma lombada no Jardim Triângulo, em Ferraz de Vasconcelos.

O assaltante Rafael Francisco dos Santos, de 30 anos, escapou e foi encontrado já morto no Hospital Santa Marcelina, em Itaim Paulista. O comparsa Noelson Anjos Oliveira, de 26 anos, foi preso quando recebia atendimento médico no Hospital Planalto, em Itaquera. Com Rafael, a Polícia Militar apreendeu um revólver, de calibre 38.


Deixe seu comentário