Olho - Casos de dengue disparam

Título – Casos de dengue disparam no primeiro semestre em Mogi

Matéria – O número de casos de dengue em Mogi das Cruzes aumentou mais de mil por cento em um comparativo entre 2018 e os seis primeiros meses de 2019. No ano passado inteiro foram apenas sete registros, enquanto este ano, até o mês passado, já totalizam 80, sendo 60 contraídos dentro da cidade e os outros 20 importados. Abril e maio registraram os maiores picos de casos, tendo um total de 32 no mês quatro e outros 31 no mês seguinte.

“Geralmente os casos se concentram mais nesses dois meses mesmo, porque é quando está terminando o calor e a alta pluviosidade. É quando existe uma grande quantidade de mosquitos adultos voando. Além disso, é uma época que vem depois de grandes feriados, como o carnaval, quando as pessoas viajam para locais onde está acontecendo a transmissão”, explicou Debora Fumie Murakami, médica veterinária coordenadora do núcleo de prevenção e controle de arbovirose da Secretaria Municipal de Saúde.

Já sobre o aumento elevado de um ano para o outro, ela diz que é possível que tenha acontecido a introdução de outro sorotipo na cidade, porque não se sabe qual está em Mogi agora. Outro dado que também está mais alto é o chamado Índice Predial, que foi de 1,77 em abril de 2018 para 2,2 em abril deste ano, segundo a Avaliação de Densidade Larvária (ADL). O levantamento mostra, então, que em 2,2% dos imóveis vistoriados no município tiveram o Aedes Aegypti identificado.

 


Deixe seu comentário