TV Câmara, um desafio para o futuro presidente


Durante uma visita à Cruz do Século, na Serra do Itapeti, ontem pela manhã, foram dados os primeiros passos para a definição da futura programação da TV Câmara de Mogi. Lá estiveram o presidente da Câmara, vereador Antonio Lino da Silva (PSD) e o diretor da RTV Filmes – Rádio e Televisão Alto Tietê Ltda, Mário Theo, para uma vistoria no sistema de retransmissão da emissora pública que deverá entrar no ar possivelmente ainda este ano. Se depender do presidente, que estará deixando o cargo no final deste ano, a emissora deverá mostrar algum outro programa além das transmissões das sessões no período que antecede o recesso de final/começo de ano. Lino promete para os próximos dias uma serie de reuniões internas na Câmara, com a participação de Theo, buscando encontrar a fórmula ideal para nortear o que deverá ser mostrado pela emissora, além das retransmissões da programação da TV Câmara, de Brasília, que dará o suporte necessário para a televisão de Mogi, até que se consiga produzir uma grade exclusiva da Cidade. Um dos sonhos do presidente Lino é “dar voz à população” mogiana, fazendo com que a comunidade possa se ver na telinha. Apesar do clima de evidente euforia que toma conta dos idealizadores do projeto, cada dia mais próximo de se tornar realidade, não será surpresa se as dificuldades que surgirão, de agora em diante, sejam muito mais difíceis de serem resolvidas que a montagem da parte técnica da emissora, que exigiu apenas o investimento de dinheiro público. Além das dificuldades para se montar equipe e uma programação de qualidade, os responsáveis pela TV Câmara de Mogi terão de administrar a verdadeira fogueira de vaidades de 23 vereadores, ávidos para mostrar os respectivos rostos durante um ano eleitoral. Fatos que terão de ser administrados pelo futuro presidente da Câmara que terá em mãos um importante instrumento de comunicação, mas que pode acabar se transformando também numa enorme dor de cabeça. Vale conferir.

COTIDIANO

FRASE

Nós buscamos a paz, a comunhão, a cooperação. O extremismo não combina com o que acreditamos.

Mohamad Saad, presidente da Sociedade Cultural e Beneficente Islâmica  de Mogi das Cruzes, condenando os ataques terroristas promovidos pelo Estado Islâmico e outros grupos radicais