INFORMAÇÃO

Um pedido de informações sobre situação de barragens

Movimento de Habitação quer dados técnicos sobre os reservatórios da Região

O presidente e vice do Movimento de Habitação Popular de Mogi das Cruzes, João de Oliveira Prado e o advogado Gustavo Ferreira, protocolaram junto à Casa Civil do governo estadual um requerimento onde questionam se existem laudos técnicos atualizados de engenharia sobre as atuais condições da barragens de  rios que compõem o Sistema Produtor do Alto Tietê, no extremo Leste da Grande São Paulo. O pedido de informações foi oficializado em razão dos problemas ocorridos no Estado de Minas Gerais, após o rompimento das barragens de rejeitos de minérios localizadas em Mariana e Brumadinho, que provocou centenas de mortes, além de um enorme desastre ambiental de consequências ainda imprevisíveis. O MHP reivindica os laudos das barragens de Ponte Nova, formada pelos rios Paraitinga, Tietê e Claro, em Salesópolis; do Rio Biritiba, em Biritiba Mirin; dos rios Jundiaí e Taiaçupeba, em Mogi das Cruzes e Suzano. O objetivo, dizem os requerentes, o de “certificar segurança de milhares de famílias que residente á jusante desses reservatórios na Região do Alto Tietê.  Os dirigentes do Movimento que vem reivindicando legalização de assentamentos localizados próximos à Barragem do Taiaçupeba, em Mogi,  solicitaram ao governo que sejam feitos estudos técnicos buscando a implantação de um sistema de alarme “em todos os municípios que possam vir a ser afetados pela possibilidade iminente de rompimento de uma das barragens que formam o Sistema Alto Tietê”. O documento lembra que a construção da Barragem de Ponte Nova teve início em 1966 e somente foi concluída no início dos anos 1970. Os requerentes Prado e Ferreira protocolaram o documento no final do mês passado, mas ainda não receberam resposta, que virá, certamente, por meio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) ou da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Vai…
O americano Shamell, atleta do basquete de Mogi, roubou a cena durante o evento de apresentação do Jogo das Estrelas do NBB, no Ginásio Pedrocão, em Franca, sede da grande festa. Ele arrancou risos gerais ao comentar sobre a diferença de cultura entre o Brasil e os EUA, em especial o hábito de conversar com pessoas nas ruas, o que não acontece por lá. Ele se diz tão ambientado ao Brasil que hoje já cumprimenta a todos com um “Vai, Corinthians!”, numa referência a seu time do coração.

Cinquentão
Aos 71 anos, o empresário Washington Domingues Quintas está comemorando os 50 anos da Washington Imóveis, que nasceu como imobiliária e atualmente agrega atividades como construção e incorporação, além das tradicionais compra, venda e administração de imóveis. A empresa foi criada como Job Imóveis pelo sogro, Job Arnaldo Pinto, em 1969. Três anos depois, com a adesão do sócio, passou a ser denominada Washington Job Imóveis, até chegar à atual denominação, após a morte do fundador.

Apartes
Durante a discussão sobre o IPTU na Câmara, o petista Rodrigo Valverde foi aparteado pelo colega Caio Cunha (PV) e assim provocou: “Vou conceder a palavra ao meu vice, Caio Cunha”. O interlocutor não gostou nem um pouco da brincadeira e reagiu, sério: “Agora sou eu quem vou responder ao meu amigo brincalhão, Rodrigo Valverde”. Tais pirraças de ambos os lados têm fundamento: ambos são virtuais candidatos a prefeito e não abrem mão da titularidade na disputa.

No comando
O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos, William Paneque,  é  novo vice-presidente da Região Administrativa (RA-3) Metropolitana do Alto Tietê da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). Ele foi eleito no pleito realizado em Mogi, na última quinta-feira, ao derrotar por 9 votos a 1 o presidente da ACE de Poá, Francisco Eudo Quintino. Paneque vai substituir no cargo a comerciante mogiana Tânia Fukusen Varjão.

Frase
Ser presidente é como administrar um cemitério. Há um monte de gente embaixo de você, mas ninguém escuta!
Bill Clinton, 72 anos, 42º presidente dos Estados Unidos por dois mandatos, entre 1993 e 2001