CASO

Um segurança morre e outro é baleado em tentativa de roubo em Itaquaquecetuba

Uma quadrilha armada com fuzis durante assalto frustrado, por volta das 10 horas desta sexta-feira (6), ao carro-forte da Brinks no estacionamento do Hipermercado Shibata, na rua Piraju, 499, no Jardim Monte Belo, em Itaquaquecetuba, deixou um vigilante morto e outro baleado. As identidades deles não foram reveladas pela Polícia até o a noite desta sexta. No local, no início da troca de tiros houve pânico, alguns clientes saíram correndo, uma mulher ficou ferida levemente; já outros fugiram pela saída da frente, passando ao lado do veículo dos bandidos usado na fuga.

A Polícia esclareceu que a finalidade dos criminosos era roubar os malotes destinados à uma agência bancária instalada no hipermercado, mas diante da reação dos vigilantes eles retornaram ao automóvel e escaparam.

Um dos vigilantes morreu no local, mas o ferido foi socorrido ao Hospital Santa Marcelina, onde ainda permanecia internado no começo da noite.

A ação dos assaltantes foi rápida. Uma das câmeras do sistema de monitoramento do estabelecimento mostra um dos marginais abrindo mais o portão. Logo depois, o comparsa dá marcha ré no veículo e pára, descendo, então, três bandidos com os rostos cobertos, carregando mochilas e empunhando fuzis. Um dos envolvidos trajava uniforme de gari. Na cena do crime é possível ouvir os disparos através da filmagem.

A Polícia Militar foi chamada, mas não encontrou os autores da tentativa de assalto no comércio e nem nas proximidades apesar de mobilizar até mesmo o helicóptero Águia que sobrevoou pontos diferentes da cidade. Um oficial definiu a ação criminosa ‘como bem organizada’.

A Polícia não descartou a possibilidade de haver outro carro ocupado por bandidos do lado de fora do hipermercado para dar apoio aos cúmplices. Também não foi afastada a hipótese de o bando ser formado por integrantes da facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC). As buscas visando prender o grupo ficou a cargo do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais.


Deixe seu comentário