EDITORIAL

Uma boa notícia

No mês que vem, Rogério Campos Miranda, aos 52 anos, vai se casar com Valdete, e viver mais uma parte da jornada pessoal iniciada há após sofrer um Acidente Vascular Cerebral, a segunda principal causa de morte no Brasil e a primeira por determinar a incapacidade física de milhares de pessoas todos os anos.

Dois anos após receber o diagnóstico de que poderia viver em estado vegetativo, se sobrevivesse ao AVC, graças à combinação de várias terapias e atendimentos, Miranda planeja o casamento. A história dele foi contada em nossa edição de domingo. É uma inspiração sobre persistência, disciplina e a importância da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) de Mogi das Cruzes na vida de quem a procura para ser tratado.

A AACD vive um casamento de sucesso desde o ano passado, quando o Consórcio dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) decidiu mudar o curso da história da entidade que se viu obrigado a restringir a cartela de atendimento apenas a moradores de Mogi das Cruzes por dificuldades financeiras. A Prefeitura de Mogi das Cruzes arcava com a maior parte das despesas da entidade até o Condemat acreditar na parceria para abrir o serviço aos pacientes da Região.

Mérito do Condemat, a descentralização do atendimento a crianças, jovens, adultos e idosos residentes no Alto Tietê dá à AACD, a oportunidade de influenciar definitiva e positivamente na vida das pessoas e na rede de serviços de saúde das cidades da região. A unidade tem 350 vagas, e hoje não registra fila de espera. Uma ótima notícia para o Alto Tietê.


Deixe seu comentário