INFORMAÇÃO

Uma proposta para ajudar no combate à pandemia

Demora e falta de informações dificultam ações governamentais contra coronavírus e Covid-19

Certo de que além de experimentos com medicamentos e da busca pela tão esperada vacina, o enfrentamento do novo coronavírus passa também pela capacidade de gestão das informações relacionadas à doença e seus efeitos sobre a população, o ex-secretário de Saúde de Mogi e atual diretor Comercial e de Expansão do Hospital Santa Maria de Suzano, Téo Cusatis, está propondo a criação de um sistema nacional integrado de informações, a quem caberá agregar e mapear os resultados de exames realizados para detecção da doença em todo o País. A ideia é fazer com que sejam carreados para este sistema todos os resultados de testes de órgãos públicos e da iniciativa privada, incluindo-se até mesmo os testes rápidos que estão sendo feitos, sem a necessidade de pedidos médicos, por farmácias e laboratórios. Todos os resultados desses exames teriam de ser, obrigatoriamente, informados pelos agentes públicos ou particulares para esta grande central de informações, devidamente identificados com nome, endereço completo, sexo e idade de cada paciente. Dessa forma, diz Téo, cada cidade, região ou estado se organizaria de uma maneira mais eficiente para o combate à Covid-19, estando ciente da verdadeira situação da doença, graças aos números que seriam disponibilizados, em tempo real, pelo novo sistema, a ser tecnicamente viabilizado pelos técnicos em informática que atuam junto ao Ministério da Saúde e outros órgãos do governo. “Hoje, os hospitais estão notificando somente os casos mais graves. E os pacientes que estão fazendo exames diretamente em laboratórios e farmácias? Para onde estão indo esses dados? Simplesmente estão se perdendo. E, com isso, o País também perde a oportunidade de ter em mãos informações, hoje inexistentes, as quais iriam fornecer às autoridades a verdadeira curva de evolução ou retrocesso da doença”, afirma Téo, lembrando que a montagem de tal estratégia poderia ser feita por meio de um decreto ou lei que regulamentasse e tornasse obrigatória a catalogação e envio dos dados, diariamente, para o sistema nacional integrado de informações. Confiante de que tal proposta poderá ser um salto positivo nas ações contra a Covid-19, o mogiano encaminhou informações sobre seu projeto para as bancadas do PSD, via deputado Marco Bertaiolli, e do PL, de Valdemar Costa Neto, em Brasília, para que sejam entregues aos órgãos governamentais que cuidam da pandemia, em especial, o Ministério da Saúde.

Difícil

Após a Vara da Fazenda Pública de Mogi julgar improcedentes as alegações contidas em mandado de segurança impetrado pelo Instituto de Pesquisa e Gestão em Saúde, o In-Saúde, a Comissão Especial de Seleção da Prefeitura anunciou que retomará a análise dos planos de trabalho das demais organizações sociais que participam da disputa pela gestão da Unidade de Pronto-Atendimento Dra. Corasi Alves de Andrade. Enquanto isso, a UPA II, do bairro do Oropó, está sendo gerida, emergencialmente pelo Instituto Nacional de Tecnologia em Saúde, o INTS.

Nos caixas

As agências bancárias de Suzano poderão ser obrigadas a instalar suporte para álcool em gel nos caixas eletrônicos de seus interiores. Projeto de lei de autoria do vereador Denis Claudio da Silva (DEM), prevendo tal exigência foi aprovado na sessão da última quarta-feira. Segundo a proposta, a responsabilidade pelo abastecimento dos equipamentos será das empresas que gerenciam os caixas 24 horas. Tudo para combater o novo coronavírus.

Idosos

O Instituto Pró+Vida São Sebastião, Casa de São Vicente de Paulo e Associação Manuel Maria-Estância Renascer, de Mogi, estão entre 576 abrigos para idosos incluídos na campanha “Um gesto de carinho para ninguém ficar sozinho”, que incentiva a doação de produtos de limpeza, máscaras e, principalmente, o envio de cartinhas (e-mails) com palavras amigas, num gesto de carinho e conforto psicológico aos que estão sem receber visitas desde o mês de março, quando teve início a atual quarentena. A ação é promovida pelo Ministério Público, Secretaria de Desenvolvimento Social e Conselho Estadual do Idoso.

Nostalgia

Sabe-se lá por quais motivos; se sob efeitos nostálgicos da quarentena ou por alguma outra causa ainda inconfessável. Mas o certo é que o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) postou, ontem, em sua página no Facebook, uma série de fotos de antigas campanhas para a Prefeitura de Mogi e atuações, já como prefeito, ao lado de eleitores. “Estas imagens me emocionam muito, porque traduzem essa saudade que sinto de estar ao lado de cada um de vocês, que fizeram e fazem da minha vida pública”, garantiu ele, no texto.

Frase

Não há solução para a crise fora da democracria.

Ministro Dias Tóffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, condenando os atos antidemocráticos realizados em Brasília, no último domingo


Deixe seu comentário