INFORMAÇÃO

Uma solução para o descarte de remédios

Vereadora quer que farmácias e drogarias recolham os produtos

Farmácias e drogarias da cidade poderão ser obrigadas a oferecer, em lugar visível e de fácil acesso, um recipiente especialmente destinado a receber medicamentos vencidos, insumos farmacêuticos, cosméticos deteriorados ou com prazo de validade expirado e produtos correlatos. Além de colocar cartazes indicando o serviço, os pontos de vendas deverão descartar tais produtos de acordo com as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e do Conselho Nacional do Meio Ambiente. As empresas que descumprirem as regras poderão ser multadas. As novas medidas somente serão adotadas quando a Câmara Municipal aprovar projeto de autoria da vereadora Fernanda Moreno (MDB) estabelecendo regras que passem a vigorar em Mogi das Cruzes. Se colocada em prática, a proposta da vereadora poderá ser útil ao meio ambiente, já que muita gente, sem ter onde descartar tais produtos, acaba jogando no lixo doméstico, que pode passar pelas mãos de catadores. Outros, entretanto, buscando evitar o consumo por terceiros, despejam o conteúdo dos invólucros em vasos sanitários, muitas vezes ignorando que o esgoto poderá chegar em córregos e rios, com efeitos danosos para fauna e flora. Ainda vale lembrar o fato ocorrido por aqui, no final dos anos 70, quando remédios descartados por uma fábrica de Suzano, que deveriam ter sido incinerados, foram parar num terreno baldio, localizado nos fundos da empresa. Ainda embalados, acabaram resgatados e – absurdo! – colocados à venda em farmácias de Mogi e região. O assunto virou caso de polícia, denunciado pela própria fabricante, mas a lembrança é oportuna para evidenciar o perigo representado pelo descarte aleatório de medicamentos. A proposta da vereadora é um embrião para algo maior, que seria um programa de logística reversa, a ser colocado em prática pelo Governo Federal, que obrigaria as próprias fabricantes a receber de volta as sobras dos medicamentos colocados por elas no mercado.

Exoneração

Após permanecer na prisão por cinco dias, a secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, foi exonerada do cargo, informa o jornal A Crítica, de Manaus. A mogiana foi alvo da Operação Sangria, que investiga suspeita de faturamento na compra de ventiladores pulmonares, ocorrida, pelo que se comenta, antes de sua chegada ao cargo.

Prorrogação

O delegado da Receita Federal em São José dos Campos, Rogério Hino, decidiu prorrogar, até 14 de julho, o sistema emergencial de atendimento ao público na agência da Receita em Mogi. A insuficiência de servidores fora do grupo de risco e a existência de novos canais de atendimento digitais e virtuais, emergenciais, na área da unidade, justificaram a medida.

Padre Melo

Com transmissão ao vivo pela internet, será celebrada às 18 horas de hoje, a missa de 30º dia em memória do fundador e chanceler da Universidade de Mogi das Cruzes, Manoel Bezerra de Melo, falecido aos 94 anos, em Crateús, no Ceará, no último dia 9 de junho. A cerimônia será celebrada pelo padre Marcos Sulivan e poderá ser acessada pelo Facebook da UMC.

Prorrogação

Comunicado do presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, informa que, em razão do adiamento das eleições municipais, todos os prazos eleitorais previstos para julho serão prorrogados em 42 dias, proporcionalmente ao adiamento da votação. Dos 297 eventos previstos no calendário eleitoral, 36 estavam marcados para o próximo mês, entre eles, proibições à contratação e movimentação de servidores; à participação de candidatos em inaugurações de obras; desincompatibilização dos servidores públicos, entre outros.

Frase

Com muita sabedoria, estudando muito, pensando muito, procurando compreender tudo e todos, um homem consegue, depois de mais ou menos quarenta anos de vida, aprender a ficar calado.

Millôr Fernandes (1923-2012), desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, poeta, tradutor e jornalista brasileiro


Deixe seu comentário