INFORMAÇÃO

UPA do Oropó vai receber certificação de qualidade

TRAVADO Ônibus que desce a Rua Coronel Souza Franco pela direita causa congestionamento ao dobrar à esquerda para ingressar na Rua Doutor Corrêa. (Foto: Spartaco Da San Biagio)

Avaliação foi realizada pela Organização Nacional de Acreditação e alcançou nível 2

Um ano e meio após a sua inauguração, no Bairro do Oropó, em Mogi das Cruzes, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) será a primeira do País a receber o certificado da Organização Nacional de Acreditação em Nível 2, o Ona 2, que deverá ser entregue durante solenidade marcada para o próximo dia 13, no Teatro Vasques, na presença do diretor nacional da entidade sem fins lucrativos, responsável pela premiação. Segundo o secretário municipal de Saúde, Teo Cusatis, a acreditação pode ser definida como um sistema de avaliação e certificação da qualidade dos serviços prestados na área da saúde. “Tal certificado tem caráter eminentemente educativo, voltado para a melhoria contínua, sem finalidade de fiscalização ou controle oficial/governamental, não devendo ser confundida com os procedimentos de licenciamento e ações típicas do Estado”, explica. A acreditação promovida pela Ona alcança três níveis distintos. No primeiro deles, a avaliação tem como foco principal a segurança do paciente, por meio de políticas bem definidas que resguardem todo processo assistencial, que inclui estrutura física, pessoas, informação e recursos, entre outros. É considerado o estágio inicial para a implementação de uma cultura de qualidade e segurança, pautado na estruturação dos processos organizacionais. Tal certificação tem validade de dois anos. Já o nível 2, que vai abranger a UPA do Oropó, é considerado o “Acreditado Pleno”, que além de atender a todos os requisitos de segurança apresentados pelo nível 1, de “Acreditado”, exige da organização a utilização de gestão integrada dos processos para garantira continuidade da assistência. O foco da avaliação passa a ser, portanto, o desenho de toda a cadeia de valor, o fluxo do paciente, o gerenciamento dos acordos entre as áreas e a definição e o monitoramento de resultados organizacionais e assistenciais. Também tem validade de dois anos. O terceiro nível, ainda não alcançado por organizações que atuam na área pública de Mogi, é de “Acreditado com Excelência” e vale por três anos.A UPA do Oropó é gerenciada pela organização social Pro-Saúde, que atua também junto ao Samu, CDP e outras unidades da Cidade.

Novinho…
O vereador José Antonio Cuco Pereira (PSDB) já está de volta à sua casa, em Mogi, após haver sido submetido a uma angioplastia, na última terça-feira, no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. O vereador passa bem após o susto que acabou levando no início da semana, quando foi ao hospital para um cateterismo, que confirmou a existência de uma grave obstrução numa das artérias que irrigam o seu coração.

… em folha
Ao constatar o problema, o médico que o atendia decidiu, na mesma hora, pela implantação de um stent, espécie de mola que é introduzida por um cateter até o ponto da obstrução e que, depois de solta, libera a passagem do sangue por aquela parte do sistema arterial. Cuco descansa durante o feriadão e deve retornar à ativa, no decorrer da próxima semana, já plenamente recuperado.

Daniel vem aí
Ao comemorar seus primeiros 50 anos de atividades na Cidade, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) espera promover uma série de atividades, no decorrer do próximo ano, em Mogi das Cruzes. Um dos pontos altos dos festejos será o show que o cantor Daniel irá realizar, no dia 5 de abril, no Vaca Loca, em César de Souza. O contrato já foi assinado com o artista que possui profundas ligações com a entidade, por ter um irmão com necessidades especiais, tratado na Apae da região de Brotas, onde mora sua família.

Brejinho
A vereadora Fernanda Moreno (PV) distribui convites e monta a estrutura para o encontro do próximo dia 13, na Câmara Municipal, quando deverá ser discutida a situação atual e o futuro da área de preservação ambiental do Brejinho, localizada nos fundos da Siderúrgica Gerdau, em César de Souza. A reunião, que terá a presença do veterinário Jeferson Leite, pretende encontrar soluções práticas para se evitar os ataques à flora e fauna daquela região, que têm sido vítimas de queimadas, desmatamento e até desvios de cursos d’água. Moradores vizinhos do Brejinho e defensores do meio ambiente participarão da reunião que, segundo a vereadora, deverá ser “muito produtiva”.

Cotidiano

TRAVADO Ônibus que desce a Rua Coronel Souza Franco pela direita causa
congestionamento ao dobrar à esquerda para ingressar na Rua Doutor Corrêa. (Foto: Spartaco Da San Biagio)

Frase
Não existe democracia sem eleições, como sabe Cuba. Mas só eleições não fazem uma democracia, como sabe a Venezuela.
Reinaldo Azevedo, jornalista, no livro “Máximas de um país mínimo”, da Editora Record