SEGURANÇA

Vans escolares de Mogi serão vistoriadas até fevereiro

Os proprietários de vans escolares têm até o terceiro dia útil de fevereiro para concluir a renovação do alvará dos veículos junto à Secretaria Municipal de Transportes. O processo vem acontecendo desde o quinto dia útil deste mês e, até o momento, 43 dos 132 motoristas já passaram pela vistoria. Outras 74 já estão agendadas e na opinião do diretor da pasta, Leandro Barcelos do Porto, tudo deve ser concluído sem grandes dificuldades.

“Pelo histórico que nós temos aqui é muito difícil ter um inapto entre os carros escolares. Geralmente, todos estão aptos porque já estão há muitos anos atuando no setor e conhecem todas as normas. Às vezes é até mais comum entre os táxis, mais pela questão de identificação visual, por questão mecânica também é difícil. Como o processo tem um período para ser finalizado o responsável não tem tempo de ficar repassando, então, ele acaba evitando esse tipo de trabalho e já vem com tudo certo”, comentou Porto.

O processo tem início com a entrega dos documentos exigidos por meio de um decreto. Caso eles estejam de acordo com o que é pedido, uma vistoria é agendada. Nesta etapa um mecânico é quem avalia o veículo de uma maneira geral – analisando as partes externas, internas, mecânicas e elétricas. Essa vistoria é realizada semestralmente.

Caso as normas não estejam sendo obedecidas, é necessário que o permissionário se enquadre e agende uma nova vistoria. Sem que o veículo obedeça tudo o que é necessário, o motorista não consegue o alvará para que possa exercer o ofício. É preciso ainda que tudo isso seja feito até o prazo máximo, que neste ano é no dia 5 de fevereiro.

Também passam por esse processo os veículos do transporte escolar municipal. “Eles passam por isso em um período diferente, porque seguem as datas contratuais. Nós estamos tentando unificar e deixa tudo para o primeiro semestre e segundo semestre do ano. Mas como até o ano passado, o prazo era diferente vamos dar uma tolerância para o cadastramento”, explicou o diretor da Secretaria.


Deixe seu comentário