MERCADO

Vendas de Natal movimentam os centros comerciais de Mogi das Cruzes

EXPECTATIVA Apesar dos dias chuvosos, clientes como Simone Moraes estão fazendo as compras. (Foto: Eisner Soares)

A menos de duas semanas do Natal, já é possível notar um maior movimento nas lojas do Centro de Mogi das Cruzes. Com base no resultado dos últimos dias, os comerciantes consideram que as vendas deverão ser melhores nas festividades deste ano do que em 2018. Muitos mogianos aproveitaram também as promoções da Black Friday para darem início às compras de presentes.

Foi o que aconteceu em uma loja de calçados na Rua Doutor Paulo Frontin. No endereço, a gerente Angélica Marques da Silva diz que desde o final de novembro as vendas estão superando as expectativas. Os sapatos infantis estão sendo bastante procurados, como uma opção de presente para as doações feitas neste período a crianças carentes. Segundo ela, as pessoas aproveitam que estão comprando os presentes encaminhados a entidades e campanhas e já começam a busca por outros artigos para presentear também os familiares e amigos.

“Desde a Black Friday a gente vê que o cenário está melhorando, porque teve a liberação do FGTS e o pagamento do 13º, o que ajudou bastante. Acho que isso faz com que as pessoas fiquem mais caridosas, ajudem mais o próximo e venham comprar. Nós estamos trabalhando muito para que o aumento nas vendas em relação ao ano passado chegue até os 12%”, disse Angélica. Por isso, a loja está funcionando até as 22 horas durante a semana e abrindo todos os domingos.

O mesmo tem acontecido em uma loja de moda feminina também na Paulo Frontin, que tem trabalhado com o mesmo horário estendido. Um dos atrativos para os consumidores foi a instalação de uma roleta de prêmios. A partir dos R$100 gastos no estabelecimento, o cliente tem direito de girar a roda e ganhar um brinde da própria loja ou de marcas parceiras.

“Agora, eu diria que o movimento está começando a aquecer. Acredito que com dias menos chuvosos as pessoas vão vir mais às compras. Alguns clientes estão vindo pesquisar e já aproveitando para levar e a maioria leva presentes mesmo. Até para as confraternizações de final de ano, onde têm os amigos-secretos muita gente já está vindo procurar alguma coisa. Já dá para sentir que está melhor do que em 2018”, comentou a gerente da loja, Neuma Bandeira.

Para a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) a expectativa no crescimento das vendas em relação ao ano passado fica entre 3 e 4%. Segundo a entidade, o comércio central de Mogi das Cruzes já registra aumento de movimento em dezembro, principalmente desde a última sexta-feira, quinto dia útil e com pagamento liberado para a maioria dos trabalhadores. O fluxo de consumidores deve ser ainda maior a partir do dia 15, quando mais lojas também deverão funcionar em horário estendido.

“É fundamental que os lojistas adotem estratégias para que o consumidor efetive as compras. Produtos e preços diferenciados, promoções, facilidades de pagamento e divulgação ajudam muito na hora que o cliente vai escolher onde comprar”, avalia Fádua Sleiman, vice-presidente da ACMC. “Como o cenário está melhor este ano, tem muito comércio lançando mão de sorteios de prêmios, inclusive carros e viagens, para se diferenciar da concorrência e atingir as expectativas de vendas”, acrescenta.


Deixe seu comentário