ESPECULAÇÃO

Vereador Chico Bezerra deve assumir Secretaria de Saúde de Mogi

Chico Bezerra tem plano para criar grupos de voluntários (Foto: Arquivo)
Vereador é o mais cotado para o cargo na Prefeitura e Câmara. (Foto: Arquivo)

Tudo indica que o futuro secretário municipal de Saúde será mesmo o vereador e médico Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho (PSB), o Chico Bezerra. O prefeito Marcus Melo (PSDB) prefere manter suspense sobre a indicação, mas o nome do parlamentar é o mais cotado nas conversas de bastidores da Prefeitura e Câmara. O anúncio oficial deve ser feito na tarde da próxima segunda-feira.

Ao ser questionado, Chico Bezerra preferiu não dar declarações. Ele disse apenas que “a confirmação e o anúncio tem que ser feito pelo prefeito, melhor não antecipar nada”. Porém, não descartou a possibilidade.

Da mesma forma, a Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura não confirma e nem nega a informação. Diz que essa é uma situação que ainda está sendo avaliada pelo prefeito e que o nome do futuro ocupante do cargo deve ser confirmado em breve. Mas já há comentários de que esse anúncio acontecerá durante solenidade agendada para o dia 14.

Na Câmara, o nome de Chico Bezerra também é o mais cotado entre os vereadores, mas todos estão na expectativa da confirmação. Há quem ainda duvida um pouco se Bezerra iria aceitar esse novo cargo, por se tratar de uma área com muita demanda, com diversos problemas para resolver. O que compensa é o salário. Hoje, os vereadores têm subsídio de R$ 12.163,65, contra o vencimento de R$ 17.011,30 pago aos secretários municipais.

Bezerra já foi secretário municipal de Saúde durante a gestão do ex-prefeito Manoel Bezerra de Melo, o Padre Melo. Ele nasceu em Crateus (CE) e chegou a Mogi das Cruzes em 1968. Ingressou na Faculdade de Medicina em 1969 e se formou em 1974. É pai de três filhos – Gustavo (médico), Pablo (dentista e gestor hospitalar) e Bruno (advogado).

Atua como especialista em ginecologia e obstetrícia, medicina do trabalho, administração hospitalar e coloscopia. Foi diretor clínico da Santa Casa de Mogi por 10 anos, onde trabalha há 44 anos, tendo realizado em torno de 15 mil partos.

Em 1983 foi eleito vereador, reeleito em 1988. Em 1990 foi eleito deputado estadual e exerceu o cargo até 1999. Foi candidato a prefeito duas vezes: 1996 e 2000. Em 2008 voltou à vida pública, se elegendo novamente como vereador de Mogi.

É autor de vários projetos estaduais, entre os quais se destacam a criação do Programa Mãe Mogiana, para dar ajudar as mulheres grávidas, e a lei da acessibilidade que beneficia os portadores de deficiência física.

Quem está animado com a notícia é o suplente da coligação que elegeu Bezerra, Rodrigo Romão, do PCdoB, que obteve 1,7 mil votos nas últimas eleições municipais. Ele tem 36 anos, é casado, graduado em Enfermagem há 10 anos, diretor do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo e presidente Instituto Mogiano de Pesquisa, Educação e Cultura (Impec). Atua como enfermeiro na UPA do Jardim Oropó.