PROBLEMA

Academias da Terceira Idade de Mogi demandam serviços de manutenção

Mogi das Cruzes possui atualmente 87 Academias da Terceira Idade (ATI), espaços dotados com aparelhos de atividades físicas criados pela Prefeitura de Mogi das Cruzes para incentivar a população à prática de exercícios. A reportagem de O Diário percorreu alguns desses endereços e encontrou situações bem distintas. Enquanto alguns estão bem cuidados, outros demandam serviços de manutenção.

A ATI da Vila Industrial, na praça José Moro, é uma das unidades com necessidade de manutenção. Há aparelhos sem a parte emborrachada para que os usuários possam evitar o contato direto com o ferro, bem como existem peças quebradas e ainda o chão, sob os equipamentos, com acúmulo de água, situação que oferece perigo durante a prática de atividades.

Na Ponte Grande também faltam borrachas e suportes de plástico nos equipamentos. A realidade é a mesma da ATI da avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes. No bairro do Rodeio e no Mogi Moderno, o problema é o mato alto. Os equipamentos da rua Domingos Fernandes sofrem com a ação de vândalos, que os picharam. Entre as academias com melhor conservação está a localizada ao lado do Ginásio Hugo Ramos, no Mogilar.

Em nota, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer informa que a manutenção das Academias da Terceira Idade (ATIs) é feita por equipe específica, dentro da estrutura da pasta. O trabalho de identificação dos serviços necessários é realizado por meio de vistoria aos equipamentos, informações dos professores e solicitações da população, registradas por meio da Ouvidoria Municipal. Os principais fatores para manutenção são as ações preventivas junto aos equipamentos e a substituição devido ao desgaste pelo uso. As ocorrências por atos de vandalismo são minoria.

“A previsão é que neste ano sejam implantadas 9 ATIs. A última entrega ocorreu na sexta-feira, na rua Décio Soares Mathias, no bairro Cidade Jardim. As aulas com professores especializados são um diferencial do projeto das Academias da Terceira Idade em Mogi das Cruzes. As atividades são agendadas de acordo com a demanda dos moradores e as inscrições podem ser feitas diretamente nas unidades, com os professores”, destaca a nota da Secretaria.


Deixe seu comentário