Diário Logo

Notizia Logo

Câmara amplia prazo do programa Parlamento Estudantil

A Câmara de Mogi decidiu ampliar o tempo destinado aos estudantes que participam do Parlamento Estudantil, programa realizado anualmente pela Casa, que envolve estudantes da cidade a participar com propostas de projeto para que possam ter um melhor conhecimento e a experiência de que como é o funcionamento do Legislativo. O projeto de Decreto Legislativo […]

22 de junho de 2023

O Diário

A Câmara de Mogi decidiu ampliar o tempo destinado aos estudantes que participam do Parlamento Estudantil, programa realizado anualmente pela Casa, que envolve estudantes da cidade a participar com propostas de projeto para que possam ter um melhor conhecimento e a experiência de que como é o funcionamento do Legislativo.

O projeto de Decreto Legislativo que promove a mudança foi aprovado em sessão realizada nesta quarta-feira (14), determina que a partir deste ano, os alunos escolhidos para participar do programa, tenha uma semana de atividades na Casa e não apenas um dia como vinha acontecendo em edições anteriores.

A autora do projeto é a vereadora Malu Fernandes (SD), que participou do programa quando cursava o 3º ano do ensino médio, em 2016, disse que foi partir dessa experiência que passou a se interessar pela política, mas entende que o programa poderia incentivar um número maior de jovens se eles pudessem conhecer melhor todo o sistema.

Da forma como vem sendo realizado nos últimos anos, os estudantes escolhidos pelas escolas, visitam a Câmara a para conhecer as dependências da Casa e assistir uma sessão normal com a participação dos vereadores para ver como são realizados os trabalhos em plenário, para no dia seguinte assumir os cargos de vereadores mirins, eleger a mesa diretiva da Casa, defender e votar os seus projetos.  

 “Ao invés dos estudantes virem à Câmara por apenas um dia para a diplomação, a proposta é que eles tenham uma vivência de uma semana, com palestras de servidores sobre a história do Legislativo mogiano, bem como possam estar em contato com os vereadores e debater os projetos, proporcionando uma visão muito mais completa sobre o trabalho do Legislativo no município”, explica Malu Fernandes.

As mudanças já serão promovidas a partir da edição deste ano. As inscrições dos alunos interessados em participar do programa estarão abertas a partir de agosto. O parlamento será realizado no período de 16 a 20 de outubro. 

Regras do Parlamento:

– A implementação do programa e a organização é de responsabilidade da Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, com o apoio técnico dos servidores públicos da Casa que integram a Comissão Funcional do Parlamento Estudantil,

– Todos os anos o programa é divulgado  com atencedência em todas as escolas de ensino médio do Município, se possível através dos grêmios estudantis ou em sua ausência pelas direções escolares e terá uma identidade visual própria.

– Os jovens que desejarem participar do Parlamento Estudantil, tem que passar por um processo seletivo diretamente encaminhado pelas escolas em que os mesmos se encontram matriculados.

– Cada escola poderá concorrer apresentando, respectivamente, um trabalho por autor, que deverá ser escolhido de maneira democrática por todo o corpo escolar.

– A seleção dos melhores Projetos de Lei será realizada pela Comissão de Educação, junto com uma comissão julgadora e uma equipe técnica do Legislativo, que deverá levar em consideração os seguintes critérios nos projetos:  interesse público; impacto social; afinidade com os objetivos de desenvolvimento sustentável

– Com as mudanças propostas para um novo Parlamento Estudantil, os vereadores da Casa poderão compartilhar conhecimento técnico legislativo, além de propostas de políticas públicas para a sociedade com os participantes do Parlamento Estudantil.

– Durante o evento, os jovens candidatos receberão uma alfabetização política com aulas de políticas públicas por parte da Comissão Funcional do Parlamento Estudantil, bem como, poderão receber mentoria de sugestões dos vereadores da Casa para o projeto de lei que será apresentado em plenário.

Veja Também