Diário Logo

Notizia Logo

Câmara de Mogi discute utilização de câmeras em uniformes de GCM

Os vereadores da Câmara de Mogi estão sugerindo que os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) passem a utilizar microcâmeras instaladas em seus uniformes para atender as ocorrências na cidade. A sugestão foi discutida durante sessão realizada nesta quarta-feira (7), com a aprovação de uma indicação apresentada pelo vereador Otto Rezende (PSD), pedindo que a […]

8 de junho de 2023

O Diário

Os vereadores da Câmara de Mogi estão sugerindo que os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) passem a utilizar microcâmeras instaladas em seus uniformes para atender as ocorrências na cidade.

A sugestão foi discutida durante sessão realizada nesta quarta-feira (7), com a aprovação de uma indicação apresentada pelo vereador Otto Rezende (PSD), pedindo que a Prefeitura promova estudos técnicos e viabilize a aquisição das microcâmeras, conhecidas como bodycams, para os guardas civis.

De acordo com o vereador, o uso desses equipamentos “irá ampliar mais a transparência” durante as operações e abordagens realizadas no município, fortalecendo a produção de provas e ao mesmo tempo protegendo os cidadãos e os próprios guardas municipais durante as operações.

“As câmeras acopladas às fardas vão auxiliar tanto nas ações dos guardas municipais quanto os cidadãos, registrando informações e todas as atividades da corporação”, justificou Rezende, lembrando que esta tecnologia é usada pela Polícia Militar em São Paulo, em diversos estados do Brasil e também em outros países. Ele alega, ainda, que diversos municípios já adotaram a medida,  

Essa tecnologia, “auxilia o cidadão durante as ocorrências ajudando acolher provas em flagrante e evitando falsas acusações”, reforçou o autor da proposta, que apresentou um vídeo com situações registradas pela PM, para mostrar a eficiência do modelo.

Essa não foi a única iniciativa do vereador em defesa do uso de câmeras. Ele também é autor de um projeto de lei complementar, em tramitação na Casa há um ano, que determina a obrigatoriedade e define os requisitos mínimos para implantação das câmeras de vigilância em equipamentos de uso pessoal da guarda municipal de Mogi.

O projeto, inclusive, já passou por análise das comissões, com pareceres favoráveis da Justiça e Redação, Finanças e Orçamento e Segurança Pública, o que significa que já está portanto regimentalmente pronto para ser votado em plenário.

 

 

 

 

 

 

Veja Também