MENU
BUSCAR
INFORMAÇÃO

Caio vai para a Espanha debater sobre modernização de cidades

Prefeito vai participar de um congresso onde se discute as cidades do futuro e suas tecnologias. Irá também conhecer uma usina de tratamento de resíduos sólidos

Darwin ValentePublicado em 10/11/2021 às 16:18Atualizado há 19 dias
Arquivo O Diário
Arquivo O Diário

O prefeito Caio Cunha (PODE) viaja nesta quinta-feira (11) para Barcelona, na Espanha, junto com 52 prefeitos brasileiros, para participar do Smart City Expo World Congress (SCEWC), onde serão discutidos os mais novos conceitos de cidades inteligentes.

O SCEWC é o principal evento internacional sobre o tema, um importante ponto de encontro de especialistas e líderes das cidades mais inovadoras do mundo, além de empresas, centros de pesquisas e organizações internacionais.

Com um programa de três dias, o evento reunirá especialistas internacionais para compartilhar ideias, discutir e aprender as melhores práticas para um mundo urbano mais sustentável. “Um diálogo mundial que deverá definir os próximos passos para o desenvolvimento urbano”, afirma o prefeito de Mogi, que deverá integrar a comitiva da Frente Nacional de Prefeitos, viajando, segundo garantiu, às suas próprias custas.

Segundo Caio Cunha, “a nossa intenção é validar  nossas ideias com cidades que já implementaram o conceito de ‘cidades inteligentes’ e trazer novas parcerias e projetos sobre smart cities”.

Entre os assuntos de maior interesse para o mogiano estão as questões ligadas “às áreas de governança, energia renovável e outros assuntos relativos a pautas sustentáveis que nos ajudarão no Projeto Mogi 500 Anos”, que começa a ser preparado para quando a cidade vier a completar meio milênio de existência.

Durante o período da conferência, que acontecerá entre os dias 15 e 18 deste mês, o prefeito de Mogi  terá uma reunião e um jantar com a prefeita Ada Colau, de Barcelona, e uma reunião com a Câmara de Comércio Brasil-Catalunha.

Um dos pontos importantes da reunião com a prefeita Ada Colau será uma visita ao Ecopark, uma usina de tratamento de resíduos sólidos de Barcelona, que poderá servir como modelo para  uma unidade desse tipo a ser instalada na cidade buscando resolver, de uma vez por todas, a questão da destinação final do lixo doméstico de Mogi. 

Atualmente, os resíduos que são recolhidos nas residências dos cidadãos acabam sendo enviados para aterros sanitários localizados em municípios muito distantes de Mogi, o que encarece sobremaneira o custo de tal operação.

Há tempos o Ministério Público vem cobrando uma solução sustentável para o problema que, definitivamente, não é mais a implantação de um aterro sanitário, algo que a cidade rejeitou, quando pretendido pela empreiteira Queiroz Galvão, no bairro do Taboão.

Os aterros sanitários são uma forma já considerada obsoleta de se efetuar o “tratamento” do lixo, já que consiste unicamente em cobrir os dejetos com terra e esperar sua decomposição.

As novas usinas de tratamento de resíduos sólidos utilizam o lixo como uma fonte alternativa de energia, por meio de modernos instrumentos tecnológicos. A que o prefeito Caio Cunha irá conhecer, em Barcelona, se enquadra nesse novo sistema de tratamento e, por isso mesmo, a avaliação pelo prefeito pode ser importante balizamento para resolver o antigo problema.

ÚLTIMAS DE Informação