Diário Logo

O Diário Logo

15 dicas para consumir chás de ervas e plantas com segurança

Os chás de ervas e plantas são bastante utilizados para auxiliar no tratamento de problemas de saúde, devido às suas propriedades medicinais. Contudo, mesmo sendo naturais, podem oferecer certos riscos à saúde. Por isso, confira 15 dicas do farmacêutico homeopata Jamar Tejada para o consumo seguro: 1. Limite de um dia Utilize o preparado do chá por até 24 horas. Após isso, descarte. 2. Consulte um profissional As ervas […]

27 de junho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Os chás de ervas e plantas são bastante utilizados para auxiliar no tratamento de problemas de saúde, devido às suas propriedades medicinais. Contudo, mesmo sendo naturais, podem oferecer certos riscos à saúde. Por isso, confira 15 dicas do farmacêutico homeopata Jamar Tejada para o consumo seguro:

1. Limite de um dia

Utilize o preparado do chá por até 24 horas. Após isso, descarte.

2. Consulte um profissional

As ervas secas não devem ser utilizadas por um período maior do que 3 semanas. Caso queira prolongar o tratamento, sempre deve ser consultado um profissional de saúde.

3. Atente-se aos utensílios

Prefira, para o preparo, utensílios como vidro, cerâmica, ágata e porcelana, que não liberam resíduos tóxicos. Evite panelas de alumínio.

4. Escolha bem a água

A água utilizada nessas preparações deve ser filtrada ou mineral.

5. Dose com cuidado

Verifique a dose utilizada para cada patologia, idade e condição fisiológica de cada paciente.

Três recipientes com chá quente em cima de uma mesa decorada com pequenas flores
O consumo de ervas medicinais exige cuidado (Imagem: Zadorozhnyi Viktor | Shutterstock)

6. Mantenha o chá tampado

A preparação quente, que contém ervas aromáticas, deve permanecer tampada até que esfrie por completo.

7. Aposte na variedade

As ervas podem ser variadas para que organismo não se “acostume”, evitando a redução de sua eficácia. Contudo, evite misturar mais de 3 ervas em um mesmo chá.

8. Opte por não utilizar açúcar

É indicado evitar a adição de açúcar. Porém, caso não consiga ingerir sem ser adoçado, é melhor usar mel.

9. Não deixe parado

Evite deixar o chá em descanso por muito tempo, uma vez que as propriedades medicinais podem ter os efeitos diminuídos.

10. Reduza a quantidade de plantas

Não existe uma regra. Contudo, quanto menos plantas forem utilizadas, maior será a segurança sobre o efeito desejado.

11. Faça o teste para alergias

Antes de consumir uma nova erva, faça um teste para verificar se você é alérgico. Comece com uma pequena quantidade e observe se há alguma reação adversa, como coceira, inchaço ou dificuldade para respirar.

mulher tomando chá em varanda com uma expressão de contentamento
O chá não deve substituir o consumo da água (Imagem: Impact Photography | Shutterstock)

12. Evite o uso como substituição de água

Os chás devem ser consumidos moderadamente. O usual é ingerir uma xícara ou duas por dia. Não se deve tomar a infusão o dia todo, principalmente como substituto da água, pois alguns preparos são diuréticos, o que acaba desidratando o corpo.

13. Conheça a procedência das ervas

Não consuma ervas que você não consiga identificar ou que sejam conhecidas por serem tóxicas. Algumas plantas podem ser venenosas e causar sérios problemas de saúde.

14. Verifique a qualidade

Ao comprar ervas secas, verifique se elas estão bem conservadas, sem sinais de mofo ou deterioração. Ervas frescas devem estar livres de pesticidas e contaminantes.

15. Não ferva as ervas e plantas por muito tempo

As plantas devem ser preparadas com água quente, mas sem deixar ferver por muito tempo, pois as manter em temperaturas muito altas pode fazer com que elas percam as suas propriedades.

Veja Também