SAÚDE

Cejam vai administrar a Unica de Jundiapeba em Mogi

Empresa foi a vencedora da licitação para ocupar o lugar da Vitale no comando da unidade de saúde de Jundiapeba. (Foto: Arquivo)
Empresa foi a vencedora da licitação para ocupar o lugar da Vitale no comando da unidade de saúde de Jundiapeba. (Foto: Arquivo)

A partir do próximo dia 13 de agosto, o Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam) passará a gerenciar e operacionalizar a Unidade Clínica Ambulatorial (Unica) do Distrito de Jundiapeba, em Mogi. A organização social irá ocupar o lugar da Vitale que foi afastada de suas funções em razão de seu envolvimento em irregularidades na administração de uma unidade de saúde na Cidade de Campinas, fato que levou à prisão alguns de seus principais dirigentes.

O Cejam, que já presta serviços à Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes à frente da administração do Laboratório Einstein, dos Programas Saúde da Família, Postos 24 Horas do Jardim Universo e de Jundiapeba e do setor de Tomografia do Posto de Vila Suíssa, foi o vencedor do chamamento público aberto pela Secretaria Municipal de Saúde, para suceder a Vitale, cujo contrato com o Município termina no próximo dia 12 de agosto.

Ao Cejam caberá também a administração do futuro hospital-dia, que deverá funcionar juntamente com a Unica, logo após a sua inauguração, durante as festividades de aniversário da Cidade, no início do próximo mês de setembro. As obras do novo centro de atendimento à comunidade estão em fase final e a Secretaria já se prepara para mobiliar e equipar o local para que possa ser utilizado por pacientes que necessitem de rápidas internações.

Segundo o secretário Marcello Cusatis, o Teo, da Saúde, o processo de transição do comando da Unica para os novos administradores deverá ter início na próxima segunda-feira. Neste mesmo dia, começará a ser definida também a situação dos funcionários que prestavam serviços à Vitale e que deverão ser absorvidos pelo Cejam.

Desde o anúncio inicial da troca de comando na Unica, o secretário vem garantindo que não haverá demissões e que os funcionários lá existentes, atualmente contratados pela Vitale, continuarão a prestar serviços para o Cejam. Resta, porém, decidir como será feita transição do funcionalismo para que sejam preservados todos os direitos trabalhistas dos empregados.

Propostas
O Cejam foi escolhido para administrar a Unica de Jundiapeba numa disputa com duas outras organizações sociais que participaram da licitação feita por meio de chamamento público, a Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitais (Pró-Saúde) e a Fundação do ABC (FUABC).

Ao final do julgamento realizado pela Comissão Especial de Seleção, presidida por Rosângela Cunha, a organização vitoriosa somou 99 pontos, sendo 49 pelo valor global da proposta, de R$ 22.571.493,05 e mais 50 pontos pela proposta técnica.

Em segundo lugar ficou a Pró-Saúde, com 86 pontos, sendo 38 pelo valor da proposta, de R$34.289.277,56, e outros 48 pontos com a proposta técnica.

A FUABC alcançou 80 pontos, sendo 45 pontos pelo valor da proposta, de R$24.581.359,55, e mais 35 pontos conquistados com a proposta técnica.