MENU
BUSCAR
Vó Joana

Avó de padre Alessandro Campos segue internada, mas apresenta melhora

Aios 96 anos, Joana Miguel precisou voltar a ser hospitalizada na noite desta quarta-feira (11) e padre agradece orações dos amigos

Carla OlivoPublicado em 11/11/2021 às 17:39Atualizado há 13 dias
Reprodução
Reprodução

VEJA AQUI A MATÉRIA ATUALIZADA 

Em vídeo publicado às 16h45 desta quinta-feira (11) em suas redes sociais, o padre Alessandro Campos agradeceu a todas as pessoas que estão em oração pela saúde de sua avó, Joana Miguel, e atualizou informações sobre o estado de saúde dela que, na noite de quarta-feira (10) precisou ser hospitalizada novamente.

Ela havia passado o final de semana internada, recebeu alta na manhã de terça-feira (9), mas a situação se agravou e teve de voltar ao hospital. "Logo depois que voltei de viagem (Santiago de Compostela), ela ficou internada dois dias, Na terça-feira (9), passou pelo médico e ele sugeriu que imediatamente fosse para o hospital para poder ser intubada, porque os pulmões estavam muito comprometidos, com forte pneumonia, além de sódio baixo. Ela é uma paciente de 96 anos, com diabetes, colesterol e Alzheimer. Estou preocupado, mas também sereno. Confesso que, há alguns anos, quando minha avó foi praticamente desenganada pelos médicos, e também estava hospitalizada, fiquei muito triste e apreensivo., Hoje estou mais tranquilo e sereno", disse ele no vídeo.

Segundo o padre, com o passar do tempo, a vida traz novos ensinamentos. "A gente vai aprendendo a ter um pouco mais de sabedoria, dissernimento e, sobretudo, tranquilidade, serenidade e paz no coração. Sempre digo a Deus que fala a vontade dele. É claro que não quero que minha avó morra. Nao queremos que as pessoas que a gente ama morram, jamais. Mas não posso ser egoísta numa situação dessa", acrescentou.

Alessandro contou que seu maior medo era de que minha avó morresse antes que ele se tornasse padre. "Quase que ela morreu em meu primerio ano como padre e Deus me deu a graça quando eu pedi que ele a deixasse pelo menos mais um tempo comigo. Há três anos, ela também quase morreu e eu pedi a Deus que ela pudesse ficar viva. Desta vez, eu disse a Deus que não queria pedir a graça que ela ficasse vida, mas queria fazer um pedido diferente: Que seja feita a sua vontade", contou.

No entanto, ele disse que, mais uma vez, foi surpreendido com uma feliz notícia. Alessandro contou que esteve com a avó na noite de ontem (10), no hospital onde ela está internada. "Até ontem (1) era um quadro um pouco complicado. Hoje (11), os médicos fizeram uma bateria de exames. Inicialmente ela precisava usar a sonda, porque não estava conseguindo fazer xixi, mas graças a Deus conseguiu e não foi mais preciso a sonda. De início, ela também precisaria ser intubada com urgência, mas conseguiram controlar com respirador e ela não foi intubada. Fez os exames de sangue, foi constatada uma pequena infecção urinária, que já está sendo tratada com antibiótico, além de uma infecção pulmonar, que também já vem sendo tratada. Fez novamente raio-X e os médicos estão a avaliando não mais com um quadro instável, mas de boa melhora", revelou.

O padre também contou que a família se preocupou porque a vó Joana também não estava se alimentando, o que já conseguiu hoje (11). "A véia já está até cantando 'Rio Pequeno'. Para nossa surpresa, acredito que daqui mais uns dois ou três dias, se tudo correr bem como está, ela voltará para minha casa, com a graça de Deus. Minha irmã Alessandra, que veio de Rio Preto ontem (10), também muito tensa, assim como toda a nossa família, praticamente já em um clima de despedida, hoje (11) me disse algo muito interessante que me fez refletir e mais uma vez tive a certeza de que vocês, minhas velhinhas, são sensacionais. Ela disse que quando eu posto algo relacionado com a vó nas redes sociais ou falo na televisão, pedindo que as orem e rezem por ela, milagrosamente, a vó dá uma retomada. Até ontem (10), eu não tinha postado nada, porque não queria causar espanto, mas depois decidi postar, pedi para as pessoas rezarem pela vó e, milagrosamente, as orações fizeram efeito mais uma vez", destacou. 

Após gravar o vídeo, Alessandro iria novamente visitar a avó no hospital. "Daqui uns dois a três dias, estarei a levando de volta para minha casa, porque Deus é o dono da vida, o dono de tudo. Enquanto Deus não determinar, nada acontece. Que seja sempre feita a vontade de Deus. Ela está com 96 anos e, se tiver que ficar comigo mais quatro anos, para chegar aos 100 e a gente fazer aquela festa, que Deus seja louvado. Se chegar aos 110, 120 anos, Deus seja louvado. E se Ele levá-la daqui amanhã ou depois, Deus seja louvado. É assim que está meu coração hoje e é este sentimento que queria dividir com vocês, um sentimento de agradecimento, serenidade, paz, tranquilidade e consciência do dever cumprido. Tudo o que eu pude fazer pela minha vozinha e o que posso fazer, eu faço", completou.

Ao final, brincou dizendo que, mais uma vez, São Pedro 'estaria bravo com ele'. "Toda vez que ele está quase puxando minha avó para cima, eu puxo as pernas dela para baixo. Ele deve chegar no céu e dizer para Deus: 'Olha, ninguém pode com este padre não, porque toda vez, quando estou trazendo a dona Joana para cima, já com o braço para cima, estou quase puxando para ela entrar no céu, ele vem e a puxa pelas pernas. Puxo pelas pernas, mas de joelhos, porque toda vez que você dobra os joelhos aqui na terra, a sua oração é ouvida lá no céu. Deus abençoe rica e abundantemente, continuem rezando, estamos juntos", reforçou.

Alessandro também contou que recebeu da editora Globo a notícia de que seu livro, "Aceita que Dói Menos", já está na livraria Leitura, do Mogi Shopping. "Estamos esperando a resposta do lançamento da tarde de autógrafos no Shopping, que vocês não podem perder. Um beijo no coração das minhas velhinhas que amo tanto e também naqueles que, de repente, não me amem. Não se preocupem, para os que não me amam, aceitem que dói menos", brincou.

  

ÚLTIMAS DE Cidades