MENU
BUSCAR
REIVINDICAÇÃO

Câmara cobra mais efetivo para Polícias Civil e Militar

Moção assinada pela totalidade dos vereadores mogianos denuncia a falta de segurança e pede mais policiais para a cidade.

Darwin ValentePublicado em 11/04/2021 às 15:56Atualizado há 1 mês
Os 23 vereadores da Câmara Municipal assinaram o documento encaminhado ao governador / Divulgação CMMC

Por unanimidade, os 23 vereadores que integram a Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, assinaram um documento encaminhado ao governador João Doria (PSDB) e ao secretário de Estado da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos solicitando aumento dos efetivos das Polícias Militar e Civil da cidade.

A reivindicação é resultado no aumento de casos de roubos e furtos que vem ocorrendo no município durante o atual período da pandemia do novo coronavírus. Com muita gente permanecendo em casa, as ruas ficaram mais ermas, tornando mais fácil a ação dos marginais, especialmente ladrões e assaltantes.

“Com as ruas menos povoadas, os cidadãos ficaram mais expostos, a sensação de insegurança aumentou, assim como cresceram os casos de roubos e furtos, cada vez mais frequentes nas ruas de nossa cidade”, afirma o documento, que ressalta ainda o fato de os vereadores estariam recebendo, diariamente, reclamações da comunidade acerca dessa situação.

Os vereadores informam às autoridades que, apesar dos esforços dos integrantes das Polícias Militar e Civil as duas forças policiais sofrem com a falta de efetivo, não sendo possível “suprir os clarões deixados pelos policiais que são reformados, entram de licença, férias, etc.

Pressão

A provada recentemente, a moção já foi encaminhada às autoridades estadual e não será surpresa se, dentro de mais algum tempo, os vereadores receberem uma resposta protocolar dada pelo governo a todas as solicitações desse tipo, informando que o caso será devidamente analisado, sem que não se ouça mais falar do assunto que acaba caindo no esquecimento.

Esse é o tipo do problema que não se resolve apenas com uma manifestação de todos por escrito, que tende a ir parar nos arquivos do governo estadual. Para que um pedido desse tenha algum resultado ele precisa ser entregue em mãos do governador ou do secretário pelos vereadores, se possível acompanhados do prefeito e de deputados representantes da região.

Somente demonstrando o seu peso político e fazendo pressão conjunta, Mogi das Cruzes poderá conseguir fazer com que o governo atenda às suas reivindicações na área da segurança pública ou de qualquer outro setor.

ÚLTIMAS DE Cidades