MENU
BUSCAR
Pandemia

Ocupação de enfermaria Covid volta a subir em Mogi

Até ontem, 92,3% dos leitos de enfermaria estavam ocupados. Hoje, número subiu para 96,2%, com apenas 9 vagas na rede particular. UTIs seguem lotadas.

Larissa RodriguesPublicado em 06/04/2021 às 10:51Atualizado há 2 meses
UTIs dos hospitais públicos e particulares da cidade estão com todas as vagas ocupadas / Arquivo/O Diário
UTIs dos hospitais públicos e particulares da cidade estão com todas as vagas ocupadas / Arquivo/O Diário

Nesta terça-feira (6), a ocupação dos leitos de enfermaria voltados para a Covid-19 voltou a subir em Mogi das Cruzes. Ontem (5), 92,3% de todas as vagas da cidade estavam ocupadas e hoje o número subiu para 96,2%. Ainda na segunda-feira, a rede pública tinha leitos vazios, o que não acontece hoje, já que as 9 vagas fazem parte da rede particular do município.

Após o decreto da fase crítica em Mogi, que passou a valer no último dia 22, o número de infecções pelo novo coronavírus vinha caindo. Enquanto na semana do dia 15 ao dia 21 de março 958 casos haviam sido notificados, na semana seguinte este número caiu para 807. Entretanto, o número de registros voltou a subir na última semana – de 29 de março a 4 de abril – com 1.467 novos casos na cidade.

Segundo o site da Prefeitura, Mogi conta atualmente com 155 leitos de UTI e 237 de enfermaria. Deste total, 99 de UTI e 162 de enfermaria integram a rede pública de saúde, que é composta pelo Hospital Municipal, Santa Casa de Misericórdia e Luzia de Pinho Melo. Na rede particular estão os hospitais Ipiranga, Santana, Biocor e Mogimater, que somam 56 leitos de UTI e 75 de enfermaria.

Os óbitos também têm sido registrados diariamente. Hoje, a cidade tem 916 mortes pela doença desde o início da pandemia, seis a mais do que na segunda-feira, quando eram 912. Atualmente, 4.664 munícipes estão com o vírus ativo.

ÚLTIMAS DE Cidades