MENU
BUSCAR
Pandemia

Ocupação de leitos cai, mas 8 pessoas morrem de Covid em Mogi

Desde a semana passada, sistema de saúde tem mais vagas disponíveis. Entretanto, número de óbitos registrados na cidade ainda é alto.

Larissa RodriguesPublicado em 13/04/2021 às 12:09Atualizado há 2 meses
Hospitais começam a ter mais vagas para o atendimento da Covid / Eisner Soares / O Diário
Hospitais começam a ter mais vagas para o atendimento da Covid / Eisner Soares / O Diário

Na atualização feita pela Prefeitura de Mogi das Cruzes na manhã de ontem (12), 955 pessoas tinham morrido de Covid-19 na cidade, desde o início da pandemia. Na manhã desta terça-feira (13), os dados oficiais já dão conta de oito óbitos a mais, chegando aos 963 registros. Já na ocupação de leitos hospitalares continua a cair no município, que tem hoje 73,3 % das vagas de enfermaria sendo utilizadas e 84,5% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Dos 155 leitos de UTI que Mogi tem hoje, 24 estão desocupados, estando sete deles na rede pública de Saúde, enquanto os outros 17 integram o sistema particular. Já na enfermaria, existem 233 espaços em funcionamento, estando 62 livres. Neste caso, a maioria – 33 deles – faz parte da rede pública e os outros 29 estão na rede privada.

LEIA TAMBÉM: Região tem mais 33 mortes por Covid-19 em 72 horas

Integram o sistema público o Hospital Municipal, a UnicaFisio, a Santa Casa de Misericórdia e o Luzia de Pinho Melo. Já na rede particular estão os hospitais Ipiranga, Santana, Biocor e Mogimater.

O número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus também segue em crescente. Na segunda-feira, 4.658 munícipes estavam com o vírus ativo, e nesta terça este número está em 4.663. Desde março do ano passado, quando foram notificados os primeiros casos na cidade, 21.896 já foram infectadas pelo vírus e 16.270 foram curados. No total, 61.378 doses da vacina contra a Covid-19 já foram aplicadas na cidade, sendo 43.188 primeiras doses e 18.190 na segunda etapa.

ÚLTIMAS DE Cidades