MENU
BUSCAR
PANDEMIA

Região tem duas mortes por Covid-19 em quatro dias; oito cidades não somam vítimas

No Alto Tietê, apenas Suzano e Santa Isabel confirmaram novas vítimas da doença, aponta balanço do Condemat

Fábio PalodettePublicado em 13/10/2021 às 18:55Atualizado há 2 meses

A região notificou duas mortes por Covid-19 nos últimos quatro dias - acentuando redução nos números referentes à pandemia do novo coronavírus. Os dados, divulgados pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê, o Condemat, não haviam sido atualizados nesta semana, em razão do feriado do Dia de Nossa Senhora de Aparecida. 

Entre as 10 cidades, apenas Suzano e Santa Isabel confirmaram novas vítimas da doença. 

Em Santa Isabel, o caso é referente a um homem de 56 anos, conforme aponta o Condemat. Já em Suzano a vítima era mais nova: um homem de 36 anos. 

Com o acréscimo, a região passa a totalizar 5.513 vítimas fatais da Covid-19 notificadas desde o início da pandemia, entre 133.390 casos confirmados da doença.

Mogi das Cruzes lidera as estatísticas regionais, com 1.684 mortes confirmadas, entre 38.973 contágios.

Na sequência estão Itaquá e Suzano, com 1066 e 976 mortes cada.

Já Santa Isabel é uma das cidades com menor número absoluto de vítimas: 256. 

Aulas

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (13) a retomada obrigatória dos estudantes às aulas presenciais para as redes estadual, municipais e privada vinculadas ao Conselho Estadual de Educação a partir de 18 de outubro. Todos os protocolos sanitários serão mantidos até o final de outubro, assim como o esquema de revezamento planejado por cada escola, de acordo com sua capacidade física (leia mais).

Redução

O Estado de São Paulo registra nessa quarta (13) a marca de 4 mil pessoas internadas em Enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva pela Covid-19: são 4.074 pacientes, sendo 1.960 em UTIs e 2.114 em leitos clínicos. A redução é fruto do avanço da vacinação, com mais de 80% dos adultos com esquema vacinal completo.

 Os dados atuais de hospitalização pela doença são similares aos verificados na primeira semana de monitoramento do impacto da pandemia na rede hospitalar de São Paulo, realizado por meio do Censo Covid-19, criado pela Secretaria de Estado da Saúde para esta finalidade.

 O número global de internados, hoje, é quase oito vezes menor que o registrado no pico da segunda onda, que chegou a ultrapassar 31 mil pacientes com a doença.

 As taxas de ocupação dos leitos de UTI também estão entre as menores da história da pandemia, com 29,4% no estado e 36,8% na Grande São Paulo.

ÚLTIMAS DE Cidades