MENU
BUSCAR
PERIGO NO CAMINHO

Romeiro que seguia a pé até Aparecida morre esmagado por caminhão

Outras mortes, atropelamentos e acidentes ocorreram neste final de semana envolvendo peregrinos que faziam o trajeto até o Santuário pela rodovia Dutra.

O DiárioPublicado em 10/10/2021 às 14:35Atualizado há 2 meses
g1 Vale do Paraíba
g1 Vale do Paraíba

Um romeiro que estava fazendo o caminho a pé até Aparecida morreu na manhã deste domingo esmagado por um caminhão. Tudo indica que ele dormiu embaixo do veículo para se abrigar da chuva, mas o caminhoneiro não percebeu a presença dele e deu partida.

Outros acidentes envolvendo romeiros na manhã deste domingo (10), segundo o G1 do Vale do Paraíba, provocaram a morte de um ciclista e deixaram outros quatro romeiros feridos na Dutra. Ocorreram ainda outras duas mortes entre a noite e a madrugada.

O acidente que causou a morte do romeiro esmagado enquanto dormia aconteceu na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Caçapava (SP). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a vítima tinha 40 anos e entrou debaixo da carreta de um bitrem, provavelmente para se abrigar da chuva.

O motorista do caminhão não viu que havia uma pessoa embaixo. Ele ligou o veículo e quando saiu em movimento passou por cima da vítima com os pneus do lado esquerdo do segundo semirreboque. O romeiro morreu no local.

O acidente envolvendo o ciclista também ocorreu na manhã deste domingo, durante o percurso até Aparecida. Além de ter provocado a morte dele por atropelamento, a ocorrência também deixou outros quatro feridos no trecho de Pindamonhangaba, na altura do km 95 da pista sentido Rio de Janeiro, por volta das 9h.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência do acidente causado por uma motorista que perdeu o controle do carro e atingiu o ciclista e outras pessoas que estavam fazendo a romaria a pé.

Um homem teve traumatismo craniano e foi levado ao Hospital Municipal de São José dos Campos. Outro acidentado teve fratura na perna e foi levado ao Hospital Regional de Taubaté. Dois romeiros e a motorista do carro foram atendidos no local pelo Samu e pela equipe de resgate da NovaDutra com ferimentos leves.

Outros casos de mortes envolvendo romeiros ocorram no trajeto de romeiros até Aparecida neste período em que muita gente ser arrisca a fazer o caminho a pé pela Rodovia Presidente Dutra para homenagear Nossa Senhora.

O primeiro caso, segundo site do G1, ocorreu por volta das 22h20 de sábado. Neste caso a vítima era um policial militar de 47 anos que morreu após ser atropelado na altura do km 142, na pista sentido Rio, no trecho de São José dos Campos. O homem seguia em romaria com outros dois companheiros, de 40 e de 23 anos, que também foram atingidos pelo carro e socorridos ao Hospital Municipal de São José.

O Corpo de Bombeiros também registrou mais um acidente de um carro, dirigido por um casal de idosos, que bateu contra um barranco. Os dois tiveram ferimentos leves, mas também foram encaminhados ao pronto socorro.

Teve ainda mais uma ocorrência envolvendo duas mulheres atingidas por um carro no trecho de Caçapava. Uma delas morreu. Segundo a Polícia Federal, o motorista fugiu sem prestar socorro e não foi identificado.

Elas eram primas, caminhavam pelo acostamento e faziam parte de um grupo de romeiros que saiu de São Paulo com destino a Aparecida. Uma delas, de 35 anos, foi socorrida em estado grave para o Hospital Regional de Taubaté. A outra, de 42 anos, não resistiu e morreu no local.

 Romaria

Nesta época do ano, com a proximidade do 12 de outubro, data em que a Santa é celebrada pelos católicos, aumenta muito o movimento de fiéis que vão até o Santuário de Aparecida para pagar promessas. Para se ter uma ideia, até às 17h deste sábado (9), de acordo com informações da Nova Dutra, 2.624 romeiros passaram pela rodovia.

Para tentar reduzir os riscos e aumentar a segurança, a cartilha da Polícia Rodoviária Federal orienta os peregrinos a evitar caminhadas à noite, usar roupas claras e com faixas refletivas e sempre no sentido contrário ao fluxo.

A CCR NovaDutra também “desaconselha totalmente” a prática de caminhadas ao longo da rodovia pelo alto riscos de atropelamento de pedestres no acostamento e quando há muitas pessoas caminhando juntas pode despertar a curiosidade de motoristas.

Na reportagem publicada pelo G1, a empresa ressaltou que o caminho oficial de peregrinação até a Basílica de Aparecida, é a Rota da Luza mais segura para o romeiro. O trajeto começa em Mogi das Cruzes, passa por Guararema, seguindo por trilhas rurais.

ÚLTIMAS DE Cidades