MENU
BUSCAR
PLANO SP

Saiba o que muda com a fase vermelha nesta 2ª

Veja o que o governo de São Paulo preparou para vigorar no estado neste começo de semana.

Darwin ValentePublicado em 11/04/2021 às 17:47Atualizado há 1 mês
Fase vermelha será seguida também em Mogi das Cruzes / Divulgação

A partir de zero hora desta segunda-feira (12) começam a vigorar as medidas sanitárias determinadas pela adoção, no último final de semana, da fase vermelha do Plano São Paulo, que será seguida também em Mogi das Cruzes, conforme anunciou o prefeito Caio Cunha (PODE), durante live realizada na noite de sexta-feira (9).

Segundo o governo do Estado de São Paulo, entre as regras vigentes da nova fase estão a restrição ao atendimento presencial de todos os serviços não essenciais. A fase vermelha  também incorporou algumas medidas que estavam vigorando durante a fase emergencial em que se encontrava boa parte do Estado de São Paulo.

Entre elas, estão o toque recolher no período entre 20 horas e 5 horas do dia seguinte, com reforço da fiscalização; recomendação de escalonamento na entrada e saída da indústria, serviços e comércio; obrigatoriedade de teletrabalho para todas as atividades administrativas; e proibição de celebrações religiosas coletivas.

Entre as principais mudanças determinadas pela fase vermelha estão:

Futebol e outros esportes profissionais – Permissão de realização de campeonatos esportivos profissionais, após às 20 horas, com testagem e protocolos sanitários mais rígidos;

Comércio e alimentação  Permissão de retirada de produtos para shoppings, comércios, restaurantes e outras atividades;

Comércio de material de construção – Permissão de atendimento presencial em lojas de material de construção

Escolas

Enquanto em São Paulo e no resto do Estado a volta às aulas está liberada, desde que obedecidas as determinações sanitárias e taxa de ocupação, em Mogi o prefeito Caio Cunha anunciou que irá divulgar nesta segunda (12) um decreto estabelecendo regras para a volta às aulas nas redes particular e oficial de ensino. Segundo Caio, o assunto já vinha sendo estudado pela Secretaria Municipal de Educação em conjunto com outros setores ligados também à Saúde e outras áreas. O documento seria concluído durante o final de semana para que, devidamente discutido, possa ser anunciado nesta segunda-feira, possivelmente logo no período da manhã.

ÚLTIMAS DE Cidades