MENU
BUSCAR
COLUNA INFORMAÇÃO

Pe. Alessandro lança livro de autoajuda

Em apenas 24 horas, o novo livro do religioso de Mogi das Cruzes alcançou o primeiro lugar nas lista dos mais vendidos da livraria virtual Amazon

Darwin ValentePublicado em 15/04/2021 às 18:25Atualizado há 2 meses
Divulgação
Divulgação

Após ouvir as reclamações de muitas pessoas que o procuravam para dizer que não suportavam mais as dificuldades dos dias atuais, especialmente após o início do atual período de pandemia, o padre cantor Alessandro Campos chegou à conclusão de que era preciso oferecer algum tipo mais concreto de resposta a esses lamentos. Foi pensando nisso que ele decidiu escrever algo para ajudar as pessoas em geral na superação de seus momentos de maiores dificuldades.

E foi assim que nasceu o livro “Não Aguento Mais – reflexões para sobreviver a tempos difíceis”, que já está chegando às livrarias e, escorado na popularidade do padre, tem tudo para se transformar em best-seller. Afinal, bastaram 24 horas de pré-vendas na Amazon para a obra alcançar o primeiro lugar na lista dos mais vendidos daquela livraria virtual.

“Quando Deus quer, ninguém segura!”- comemorou o religioso em seu perfil, no Instagram, logo após receber a notícia dos dirigentes da Amazon.

O mais novo livro do padre Alessandro, que já escreveu outras obras, além das gravações de seus tradicionais CDs com músicas sertanejas, algumas delas adaptadas para se tornarem cantos sacros, traz uma oração para cada dia do mês e reflexões sobre a superação dos momentos de dificuldades. 

“É um livro diferente de tudo que foi escrito para ajudar as pessoas que passam por atribulações. Eu proponho um mês inteiro de reflexões, só eu e o leitor”, destacou o padre.

Segundo o religioso, a obra contém ainda códigos que podem ser acessados pelo celular e que direcionam para vídeos com orações exclusivas gravadas pelo próprio sacerdote.

“Ao apontar a câmera do seu celular para os QR-Codes existentes no livro, o leitor poderá rezar junto comigo, nos vídeos que gravei especialmente para esta obra”, explicou ele. “Se Deus quiser, este livro certamente irá ajudar muito as pessoas em seus caminhos diários e possibilitar que elas encontrem soluções para aquilo que perturba a vida delas”, acrescentou o padre. 

Alessandro Campos é natural de Guaratinguetá, mas passou a maior parte de sua infância em Mogi das Cruzes, época em que já havia decidido seguir a carreira religiosa. Estudou Filosofia e Teologia na faculdade do Tabor, na Serra do Itapeti, tendo sido ordenado padre em 2007, em Rezende (RJ). Foi capelão militar em Brasília e, após adotar missas cantadas com sucessos populares, se indispôs com o bispo de lá e acabou sendo acolhido em Mogi, pelo bispo dom Pedro Stringhini. Depois de apresentar um programa religioso/sertanejo, na TV Aparecida, ele passou por outras emissoras e hoje está na Rede Vida. Tornou-se um fenômeno de comunicação com seus programas de músicas sertanejas, gravações do gênero e, agora também, como autor de livros de autoajuda.

Estações da CPTM

Uma fonte bem informada, ligada aos meios políticos do Estado, garantiu a esta coluna que o secretário de Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy, não desistiu de transferir a administração de três estações da CPTM em Mogi - centro, Jundiapeba e Estudantes - para a iniciativa privada, que ficaria responsável por suas respectivas reformas. A primeira tentativa não surtiu qualquer efeito prático: nenhuma empresa se dispôs a responder ao convite aberto pelo governo estadual por meio de edital. Segundo a informação, Baldy teria determinado que o mesmo  edital seja rejeitado para ser reapresentando ao mercado, com algumas vantagens que possam tornar a administração das gares mais atrativas aos possíveis interessados.

Alckmin vem aí

Aliados do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) se apressaram em desmentir rumores de que ele sairia candidato ao Senado, numa chapa tucana que teria ainda João Doria para presidente e  Rodrigo Garcia (DEM) para governador. Segundo as informações, bem a seu estilo, Alckmin estaria trabalhando em silêncio junto às bases tucanas do interior paulista para voltar a disputar o comando do governo do Estado de São Paulo, cargo já ocupado por ele em mais de uma oportunidade. A notícia foi bem recebida pelos aliados de Alckmin, em Mogi das Cruzes, que esperam uma visita do tucano para que possam incentivar sua candidatura e manifestar apoio, caso ela se concretize. 

Ameaças aos sítios

Moradores da zona rural de Mogi das Cruzes estão cada vez mais preocupados com as ameaças de invasões que vêm ocorrendo em suas propriedades. Pelo menos quatro tentativas foram registradas nos últimos dias e segundo agricultores revelaram ao vereador Pedro Komura (PSDB), tratam-se de grupos muito bem organizados que  ocupam as áreas com impressionante rapidez e eficiência na montagem de barracos ou até casas. As três tentativas ocorridas no bairro do Itapeti foram rechaçadas pelos próprios moradores, com ajuda da polícia. O outro ponto que registrou o mesmo problema foi o bairro da Porteira Preta, nas proximidades do Bunkyo.

ÚLTIMAS DE Colunistas