Diário Logo

O Diário Logo

Cidade Natal: Guararema segue iluminada até o dia 8 de janeiro

34 dias de programação. Mais de 700 trabalhadores envolvidos. Mais de 45 quilômetros de mangueiras de luzes LED. Mais de 200 mil garrafas pet recicladas. Público estimado em quase 700 mil pessoas. Estes são alguns dos números da programação Guararema Cidade Natal, que retornou em 2022, após um hiato de dois anos forçado pela pandemia […]

24 de dezembro de 2022

Reportagem de: O Diário

34 dias de programação. Mais de 700 trabalhadores envolvidos. Mais de 45 quilômetros de mangueiras de luzes LED. Mais de 200 mil garrafas pet recicladas. Público estimado em quase 700 mil pessoas. Estes são alguns dos números da programação Guararema Cidade Natal, que retornou em 2022, após um hiato de dois anos forçado pela pandemia de Covid-19.

E a agenda não acaba neste domingo, quando de fato é comemorado o Natal. As luzes permanecem acesas e a programação cultural continua acontecendo até o dia 8 de janeiro.

A O Diário, o atual secretário de Cultura e Turismo de Guararema e ex-gestor destas mesmas áreas em Mogi, Mateus Sartori, fez um balanço. Durante a uma hora de entrevista, as palavras “gratificante” e “feliz” foram as mais repetidas por ele, que é estreante no evento, embora a agenda não seja estreante. Este é o 11º Cidade Natal.

Nas duas primeiras semanas de atividades, entre 6 de dezembro (quando um show de Jorge Vercillo abriu a agenda) e 18 de dezembro, 300 mil pessoas passaram por Guararema. Todo esse público, embora tenha causado um já previsto fluxo intenso de trânsito, não gerou nenhuma ocorrência médica ou policial (até aqui). E a expectativa é que o número de visitantes seja mais do que dobrado.

“A gente está muito feliz com o público que tem vindo para cá. A característica da quantidade está muito similar ao que tivemos no passado. Na primeira semana, de inauguração, um pouco forte. Na segunda, mais forte. E teremos uma terceira muito intensa, para depois retornar para à característica do início. Acredito que vamos bater com tranquilidade a referência do passado, quando 680 mil pessoas passaram pelo Cidade Natal”.

A fala é de alguém que tem acompanhado de perto as necessidades do evento, que tem ido aos restaurantes, que faz questão de enaltecer o trabalho do “cidadão guararemense”, da cooperativa Guararecicla e de mais de 700 pessoas envolvidas com a cultura local, sejam elas eletricistas, serralheiras, pintoras, carpinteiras, artesãs. E faz sentido. Ele próprio, Sartori, é artista, da área musical.

“A parte que mais gosto é a produção. O que mais me agrada e satisfaz é o período de pensar e planejar. Eu já conhecia o evento como turista, mas não a parte operacional. Está sendo muito gratificante”, diz ele. E olha que foi pouco tempo. Mateus assumiu a secretaria em março, mas o Cidade Natal começou a ser planejado em julho, e a mão na massa somente em setembro. Foram aproximadamente dois meses para coordenar tudo e transformar Guararema na Cidade Natal.

Com a licença de quem é guararemense, conhece bem o evento e já foi conferir a edição deste ano, este repórter pode atestar o clima positivo, de festival, que toma conta do município nesta época do ano. Apesar do movimento intenso, há espaço para crianças andarem tranquilas nas ruas, ou para que famílias possam comer, sentadas em mesas ou na grama. 

Para Mateus, “isso é resultado de como o evento é montado”. A cada ano, segundo ele, o público passa a ser composto de mais “famílias ou grupos de amigos, pessoas que vem na paz, para curtir, passear, ficar à vontade”. Existe uma “sensação de segurança, que se dá em função disso e do trabalho de Segurança Pública, com a cidade toda monitorada, muitos agentes e a Polícia Militar trabalhando”. 

Retorno de um hiato

Esse é um Cidade Natal especial, “vindo do pós-pandemia”, quando “muitos comerciantes esperavam reaver recursos que perderam” nos últimos anos. Segundo o secretário responsável pela agenda, até aqui a expectativa está sendo cumprida. Muito por este sentimento de saudade, de retorno. Mas também pelas novidades.

A programação se atualizou para 2022. Embora o foco ainda seja ambiental e as garrafas pet ainda tenham o protagonismo, tendo sido arrecadadas 142 mil unidades apenas nas escolas municipais de Guararema, foi possível imprimir um visual mais moderno. Para além das “aproximadamente seis milhões de garrafas que já foram recicladas ao longo dos 11 anos de evento”, há muito para se ver, como uma enorme Casa do Papai Noel, que parece ter saído de um conto de fadas, ou então túneis iluminados.

Mateus fala em “espaços instagramáveis”, que acompanham o nome da cidade. Há, inclusive, um enorme letreiro, à lá Hollywood, que destaca o destino. Mas o destaque fica com a “projeção mapeada”, que transforma a fachada da Igreja Matriz de Guararema em um show visual, com temas natalinos.

É claro que uma agenda como essa traz desafios. Com 30 mil habitantes, Guararema oferta 1.200 vagas de estacionamento, quantidade suficiente para a demanda normal. Mas nesta época o número de pessoas na cidade mais do que dobra. “Em um final de semana tivemos 16 mil carros, fora motos, vans e ônibus. É preciso ter paciência”, diz Mateus, quando perguntado sobre as filas que se formam nas rodovias que dão acesso ao município. 

Há também imprevistos, como a chuva. Nos “10 dias que antecederam a inauguração, choveu torrencialmente. Como ligar enfeites elétricos assim?”, reflete o secretário, que aumentou o efetivo para dar conta do trabalho, que “gira a economia” e representa um investimento de algo entre R$ 5 e R$ 6 milhões, quando somados os orçamentos de todos os setores envolvidos, desde manutenção e segurança à decoração e programação artística.

Falando em programação, está aí outro aspecto que evoluiu. Há atrações quase que diárias. São apresentações musicais, espetáculos teatrais, intervenções de rua, brincadeiras infantis. Tudo em um grande palco, que fica em um dos principais pontos turísticos, o Recanto do Américo (ou Parque do Pau D’alho), que por sua vez está anexo a outra novidade: um “espaço gourmet”, ou “vila gastronômica”, com casinhas de madeira.

Tudo isso, no entanto, fica em segundo plano. O foco principal nos olhares dos turistas certamente é a decoração tematizada. Uma praça é dominada por estrelas; outra, por sinos. Há carruagem e um cavalo iluminado, pontes decoradas e árvores gigantes. 

Quem conhece sabe que ficaram de fora os bonecos de neve e outros enfeites. Eles podem retornar ano que vem, talvez, quem sabe… Sem dar detalhes, Mateus finaliza dizendo já pensar na agenda de 2023, que pode ser maior que a deste ano. O planejamento vai começar no primeiro semestre, e a ideia é “mesclar”, ou seja, “manter o clima tradicional do Natal, mas trazer coisas inovadoras”. 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL
29/12 – Quinta-Feira – 20 horas e 21 horas – Balé Iluminado – Praça 9 de Julho
30/12 – Sexta-Feira – 14 horas – Show de música pop com Igor Ivan – Recanto do Américo
30/12 – Sexta-Feira – 19 às 20 horas – Performance ‘2 Girassóis’ – Recanto do Américo
30/12 – Sexta-Feira – 20 horas – Ministério de Louvor Adbrás Guararema (Maestro – Paulo Jeová) – Recanto do Américo
30/12 – Sexta-Feira – 21h30 – Show de rock com Luciana Vidal – Recanto do Américo
05/01 – Quinta-Feira – 20 horas e 21 horas – Balé Iluminado – Praça 9 de Julho
05/01 – Quinta-Feira – 21 horas – Show com Zanz Trio MPB – Recanto do Américo
06/01 – Sexta-Feira – 21 horas – Show de pop e rock com Valdir Furlaneto – Recanto do Américo
07/01 – Sábado – 20 horas – Show de pop e rock com Washington Soul – Recanto do Américo
07/01 – Sábado – 21h30 – Show sertanejo e pop com Fran Cardoso – Recanto do Américo
08/01 – Domingo – 20 horas – Show MPB com Carla Nascimento – Recanto do Américo

OUTRAS ATRAÇÕES

Espaço gourmet – Segunda-feira à domingo – das 18 às 2 horas – Estacionamento Recanto do Américo
Projeção mapeada – Terças, sextas e sábados às 19, 20, 21, 22, 23, 24 e 1 hora; quartas e quintas às 20, 21, 22, 23, 24 e 1 hora; domingos às 19, 20h30, 21, 22, 23, 24 e 1 hora; 24 e 31 de dezembro às 19, 21, 22, 23, 24 e 1 hora – Igreja Matriz de Guararema (Praça 9 de Julho)
Exposição de Presépios ‘… E Habitou Entre Nós!’ – De segunda-feira à domingo (até 08/01), das 14 às 24 horas; dias 25/12 e 01/12, das 18 às 24 horas – Casa de Memória Antônia Guilherme Franco

Veja Também