MENU
BUSCAR
EVENTO ADIADO

Padre Alessandro adia evento de lançamento de livro após morte da vó Joana

Joana Miguel morreu no início da noite desta terça-feira (16), aos 96 anos

Carla OlivoPublicado em 16/11/2021 às 20:53Atualizado há 13 dias

O evento de lançamento do livro 'Aceita que dói menos', escrito pelo padre Alessandro Campos, marcado para esta quarta-feira (17), no Mogi Shopping, foi adiado para data ainda a ser agendada, devido à morte de sua avó, Joana Miguel. 

Ela morreu no início da noite desta terça-feira (16), em um hospital de Mogi das Cruzes, onde estava internada há uma semana para tratar infecções pulmonar e urinária. Até às 21 horas de hoje (16), não havia informações sobre horário e locais do velório e sepultamento.

O mais recente livro de autoria do padre Alessandro propõe uma reflexão sobre a aceitação nos mais diversos aspectos e o grande impacto que isso pode ter sobre a vida.

"Só assim, aceitando seu erro, reconhecendo seu caminho torto, percebendo que está repetindo padrões ruins é que algo de bom poderá acontecer em sua vida", postou o padre em suas redes sociais, falando um pouco sobre o livro.

O evento de lançamento a ser reagendado deve seguir os moldes da programação que estava prevista para esta quarta-feira (17), quando seriam realizadas quatro sessões de 30 minutos cada, em uma das salas do Cinemark, com capacidade para até 200 pessoas cada. Para participar, os interessados deveriam comprar o livro na livraria Leitura, do Mogi Shopping, onde receberiam uma senha colorida (cada cor corresponderá a um horário). A ideia era disponibilizar 800 senhas.

Alessandro lançará "Aceita que dói menos" depois dos sucessos de vendas "Quer ser feliz? Ame e perdoe" e "Não aguento mais". No novo livro, o padre mostra que a aceitação pode passar por muitos aspectos e traz reflexões e orações para pontos como: aceitar a si próprio, com suas qualidades e defeitos; aceitar o próximo do jeito que ele é; aceitar as consequências de seus atos; aceitar a partida de alguém querido; aceitar o fim de algo e, portanto, seguir em frente; e aceitar algum fato do passado que atormenta e se perdoar.

Biografia

Padre Alessandro Campos nasceu em 17 de fevereiro de 1982, na cidade de Guaratinguetá, no Vale do Paraíba. Aos 13 anos ingressou no seminário e estudou Teologia na Faculdade Paulo VI, no Tabor, em Mogi das Cruzes. Com 27 anos, ordenou-se padre em 2007, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende, no Rio de Janeiro. 

Ficou ligado à Arquidiocese Militar, onde permaneceu até 2011. No meio militar, passou pela Academia Militar das Agulhas Negras e foi tenente e capelão do Colégio Militar de Brasília. Lá, inseriu a música sertaneja em suas missas.

Em 2014, retornou à Diocese de Mogi das Cruzes, atuou em várias igrejas e, na semana passada, foi nomeado vigário geral da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e São Roque, em Braz Cubas, onde realizou a primeira missa após o retorno da viagem em que percorreu o Caminho de Santiago de Compostela.

Paralelamente, Alessandro cumpre agenda de shows e apresentações em emissoras de rádio e televisão.

ÚLTIMAS DE Cultura