MENU
BUSCAR
EDITORIAL

Uma data que vale lembrar

Boa de briga, Mogi das Cruzes é

O DiárioPublicado em 30/04/2021 às 16:45Atualizado há 2 meses

40 anos separam a Mogi das Cruzes que está em campanha contra a instalação de um pedágio da cidade que recebia a notícia que, provisoriamente, poderia utilizar a Mogi-Bertioga. No Dia do Trabalhador de 1981, o mogiano acordou com o caminho livre para as praias do litoral, após acompanhar lances marcantes de uma grande obra considerada, por alguns, como uma loucura, fantasia, coisa de gente que sonhava alto.

No feriado daquele ano, o governo do ex-prefeito Waldemar Costa Filho (1923-2001) liberou o trânsito da estrada, como O Diário resgata na página seguinte. A inauguração, em si, ocorreria praticamente um ano depois, no dia 13 de maio de 1982.

O mogiano começou a sentir naquele dia, orgulho de ser mogiano. 

Os tempos são outros, óbvio. Porém, a representatividade e a engenhosidade política daquele período de franco desenvolvimento e expansão socioeconômica do município nos impulsionam a novamente acreditar no poderio e no cacife eleitoral que Mogi das Cruzes soube construir ao longo de sua história.

Boa de briga, Mogi é. Há 64 anos, O Diário registra isso. Esse pedágio é rejeitado por todos.

É em nome dos interesses da cidade e da narrativa histórica do município ousado, que abriu a Mogi-Bertioga (depois assumida pelo Estado) que esse jornal lançou nova bandeira: Pedágio Não - O Diário nessa luta porque tem absoluta convicção dos prejuízos que a cobrança pela passagem dos veículos que vão para o litoral causará à cidade, ao Alto Tietê e às futuras gerações.

ÚLTIMAS DE Editorial