MENU
BUSCAR
FUTEBOL

Bola murcha: Atlético Mogi se aproxima do "pior time do mundo"

Equipe de Mogi das Cruzes se aproxima do Íbis, “o pior time do mundo”: não vence desde 2017 e já disputou 44 jogos

Larissa RodriguesPublicado em 17/09/2021 às 16:38Atualizado há 3 meses
Divulgação - Wilian Oliveira - Foto Atleta
Divulgação - Wilian Oliveira - Foto Atleta

O retrospecto negativo do Atlético Mogi na série B da 2ª divisão do Campeonato Paulista parece já não surpreender quem acompanha futebol: são 44 jogos sem vencer um adversário. Esses números vêm se somando desde 2017, quando no dia 16 de junho, a equipe mogiana conseguiu derrotar por 1 a 0 o Real Cubatense, que foi criado em Santos para representar a cidade de Cubatão. Depois disso, foram 42 derrotas, sendo 24 delas seguidas, e apenas dois empates.

Não à toa, o clube vem conquistando o status de “pior time do mundo”, que pertence ao Íbis, do Recife. A equipe ficou 55 jogos sem conseguir uma vitória sequer. Caso a equipe de Mogi das Cruzes continue com o mesmo desempenho, não demorará para bater este recorde pernambucano que, inclusive, está registrado no Guinness Book. Foram 3 anos e 11 meses amargando somente derrotas. Em anos, o Atlético já ultrapassou a marca, com 4 anos e 3 meses perdendo as partidas.

Não bastassem as derrotas, a equipe mogiana sofre com goleadas. No dia 5 deste mês, por exemplo, o time perdeu, em casa, do Mauá FC por 9 a 0. Depois, foi derrotado por um time também do Alto Tietê, o Ecus Suzano, por 3 a 1. Na última rodada, que aconteceu na quarta-feira (15), a derrota foi para o Manthiqueira, por 4 a 2.

Os placares elásticos em prol dos adversários fazem com que o Atlético tenha, dentro desses 44 jogos sem vitórias, um total de 161 gols sofridos e apenas 19 feitos, obtendo um resultado de 142 gols negativos.

E a fama de ser o pior, claro, deve incomodar o clube. Na internet, o time não parece entrar em campo, já que as redes sociais da equipe não são atualizadas com os resultados. As últimas postagens do Atlético foram somente para anunciar que o time estava convocando atletas para a disputa do Paulista deste ano. Os responsáveis pelo clube também não responderam às tentativas de contato da reportagem.

 Volta por cima

O título de “pior do mundo” foi conquistado pelo Íbis entre as décadas de 70 e 80. Mas a equipe tem conseguido se reerguer e até mesmo brinca com a situação. No perfil do Twitter, por exemplo, a descrição é a seguinte: Perfil oficial do Pior Time do Mundo. Ficamos 3 anos e 11 meses sem vencer. Recorde no Guinness Book.

E até mesmo para anunciar o resultado dos jogos, a equipe mantém o bom humor. Na segunda divisão do Campeonato Pernambucano, o time estreou com uma vitória por 3 a 0 sobre a Cabense. Depois, ganhou de 2 a 1 do Atlético Pernambuco. Para anunciar a sequência de vitórias eles postaram: Dois jogos e duas vitórias. Péssimo início de campeonato. Time irreconhecível.

Mas para conquistar os resultados, o clube passou por uma reestruturação e, este ano, conseguiu ainda o maior patrocínio de sua história. Os valores não foram revelados, mas é a primeira vez que o time conta com o apoio de marca internacional, a BetssonFC, que é o fantasy game da empresa controlada por um dos maiores grupos de jogos do mundo, a Swedish Betsson AB.

Todas essas mudanças servem de exemplo ao Atlético Mogi, que pode aceitar o título que vem conquistando para fazer um marketing favorável à equipe e também conseguir se reerguer.

História

O Atlético Mogi é o time mais novo da cidade e deu início à sua história em 2004. A inspiração principal foi Neymar, que, apesar de mogiano, foi revelado pelo Santos e vendido a preço de ouro para o Barcelona, da Espanha. A transação chamou a atenção de um grupo de jovens empresários que decidiram criar o time.

Entretanto, a equipe não alcançou o êxito sonhado por eles e ainda não conseguiu revelar promessas ao futebol. A desilusão, talvez, seja um dos motivos do abandono que o clube sofre.

 O campeonato paulista 

Com o fim da sétima rodada da 2ª divisão do Campeonato Paulista, o União Suzano é o único time do Alto Tietê já classificado para as oitavas de final, invicto e com 17 pontos. 

No mesmo grupo, o União Mogi aparece em 4º, com 7 pontos; assim como o Ecus de Suzano, que está em 5º. O Atlético Mogi, sem nenhum ponto, é o último colocado, na 6ª posição.

ÚLTIMAS DE Esportes