CASO

Ex-funcionário da Prefeitura de Mogi acusado de golpe sofre infarto e morre

CASO José Juioli Filho teria causado prejuízo de R$ 1 milhão à Prefeitura. (Foto: arquivo)
CASO José Juioli Filho teria causado prejuízo de R$ 1 milhão à Prefeitura. (Foto: arquivo)

O ex-funcionário municipal José Luiz Jurioli Filho, de 39 anos, morreu vítima de infarto nesta quarta-feira na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, especializada em cardiologia, no bairro do Rodeio.

Ele ficou conhecido após ser preso em 18 de outubro de 2019, na casa dele, na Vila Suíssa, em César de Souza, sob acusação de aplicar golpe na Prefeitura de Mogi das Cruzes, causando mais de R$ 1 milhão de prejuízo na folha de pagamento.

Na época, a pedido do Ministério Público que recebeu relatórios da Prefeitura, foi requisitada e obtida da Justiça a prisão preventiva de José Luiz.

O advogado de defesa dele impetrou ‘habeas-corpus’ junto ao Tribunal de Justiça, na Capital, e conseguiu que seu cliente respondesse pelo crime em liberdade. Ao final do processo administrativo, José Luiz foi demitido do órgão público, mas estava sendo processado nas esferas penal e cível.

Ontem, a Prefeitura Municipal emitiu nota de pesar lamentando o ocorrido e afirmou que “presta condolências a todos os seus familiares. A administração reafirma que desde outubro do ano passado, quando surgiram suspeitas a respeito de uma possível fraude por ele cometida na folha de pagamentos, afastou imediatamente o então colaborador de suas funções e tomou todas as providências para apuração dos fatos”.


Deixe seu comentário