Diário Logo

O Diário Logo

Obras do Viva Mogi movimentam o mercado imobiliário em César

A perspectiva de realização de novas obras do projeto Viva Mogi (antigo Mogi+Ecotietê) está agitando ainda mais o mercado imobiliário do distrito de César de Souza.  A criação de novas opções viárias que poderão ao menos minimizar os graves problemas de mobilidade urbana naquela região é um importante incentivo para que novos negócios aconteçam, em […]

28 de dezembro de 2022

Reportagem de: O Diário

A perspectiva de realização de novas obras do projeto Viva Mogi (antigo Mogi+Ecotietê) está agitando ainda mais o mercado imobiliário do distrito de César de Souza. 

A criação de novas opções viárias que poderão ao menos minimizar os graves problemas de mobilidade urbana naquela região é um importante incentivo para que novos negócios aconteçam, em meio a muitas controvérsias sobre futuros investidores.

Bastou, por exemplo, que começassem a cercar uma área ao lado do posto de saúde do distrito para que logo surgissem novas especulações sobre a instalação naquele local de uma unidade do Carrefour, o que não corresponde à realidade, da mesma forma que outros comentários do passado sobre a vinda da importante rede para a cidade. Meras especulações.

Segundo apurou a coluna o espaço que está sendo cercado é parte de uma área de 37 mil m² pertencente à família Vidal, uma das mais tradicionais daquela localidade, e que foi vendida ao empresário Armando Saada, para futuros investimentos. São 6 mil m² com frente para a avenida Ricieri José Marcatto, a mais movimentada de César de Souza, e fundos para as proximidades da futura avenida a ser aberta para dar prosseguimento à Perimetral, em direção da Mogi-Salesópolis, de onde deverá seguir até se encontrar com a sua outra extremidade, na Mogi-Bertioga.

Conforme fontes bem informadas, Saada pode estar prestes a negociar o privilegiado espaço com o grupo que mantém na cidade o atacarejo Comercial Esperança. Mas apesar de os entendimentos avançarem entre as partes, o martelo do negócio ainda não foi batido.

A futura avenida deverá desfalcar o terreno da família Vidal em outros 4 mil m², já desapropriados para a construção da nova passagem que terá ainda um viaduto sobre a via férrea para facilitar o escoamento do tráfego de veículos, que poderá ficar ainda mais complicado, caso o governador eleito, Tarcísio de Freitas (Republicanos), cumpra a promessa de estender até César de Souza o trajeto dos trens de subúrbio, que hoje termina na Estação dos Estudantes, no bairro do Shangai.

Novos negócios podem estar prestes a ocorrer naquela região de César de Souza, depois que a família Vidal decidiu que chegou o momento de abrir mão da extensa área situada nos fundos da sede da antiga empreiteira Vidal, junto à avenida Ricieri Marcatto.

Do outro lado da futura avenida, que deverá valorizar ainda mais aquela região, os Vidal ainda possuem 25 mil m² que poderão se comercializados com eventuais interessados.

Após a chegada da TV Diário, dos investimentos da Helbor nos condomínios Ipoema, Fazenda Itapety (em sociedade com Alden, ligada à Suzano, de papel e celulose) e outros, da chegada do supermercado Shibata, Lojas Cem, RTV Filmes, além de grandes redes de farmácias e outros empreendimentos comerciais lá existentes há algum tempo, César de Souza vive tempos de crescimento e grandes negócios. Novos e promissores tempos.

 

Audiência

O deputado estadual mogiano, Marcos Damasio (PL), disse à coluna que está aguardando um encontro com o governador eleito, Tarcísio de Freitas (Republicanos), logo após a sua posse, ainda na primeira quinzena de janeiro. O parlamentar pretende levar até ele algumas reivindicações da cidade, como a reabertura do Pronto-Socorro do Hospital Luzia de Pinho Melo, novo acesso para o distrito industrial do Taboão a partir da rodovia Ayrton Senna, recursos para a Maternidade Municipal de Braz Cubas, pavimentação da estrada da Volta Fria e reformas das estações da CPTM, entre outras demandas. Aliás, todas essas reivindicações foram prometidas à exaustão por Tarcísio nas visitas a Mogi, durante a campanha.

 

Na posse ?

A rede de televisão CNN informou, ontem à tarde, que o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, estava “fora do País” e que, por isso mesmo, não iria participar da posse do presidente Lula. Segundo apurou a coluna, Valdemar realmente viajou com a família para passar o Natal num país da América do Sul, mas deve estar de volta nesta quarta-feira (28). Agora, se irá ou não à posse Lula, aí já é outra história.

 

Promae

A Prefeitura de Mogi das Cruzes deverá anunciar, em breve, a inclusão do Club Med Lake Paradise no Programa Mogiano de Investimentos e Geração de Empregos (Promae), que prevê benefícios fiscais e tributários como contrapartida para investimentos que garantam a criação de novos empregos e desenvolvimento da cidade. Segundo apurou a coluna, a empresa prepara novos investimentos no hotel. Na semana passada, o grupo Agco, que tem a Valtra entre suas subsidiárias, também assinou contrato com o Promae em troca de investimentos iniciais de R$ 50 milhões e criação de 125 novos empregos.

 

Energia

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Pedro Komura (PSDB), acompanhou um mogiano e um santista que vieram à cidade avaliar as condições de utilização de canais e represas, além de estações de tratamento de água para a produção de energia elétrica. Mauricio Queiroz desenvolveu a startup que se utiliza das correntes marítimas e de rios, para produzir energia, as chamadas de Unidades Coletoras de Energia de Corrente (Ucecs), junto de Thales Barizon. Eles estudam a possibilidade de utilizar a mesma técnica nos cursos d’água de Mogi para obter semelhante resultado e transformar a cidade na primeira a produzir esse tipo de energia sustentável no Brasil.

 

Diocese, 60 anos

As comemorações dos 60 anos de instalação da Diocese de Mogi das Cruzes, realizadas durante todo este ano, na região do Alto Tietê, serão encerradas na próxima sexta-feira (30), com uma missa de ação de graças que será celebrada pelo bispo diocesano de Mogi, do Pedro Luiz Stringhini, na Catedral de Santana, a partir das 19 horas.

O ano do Jubileu de Diamante envolveu as paróquias dos 10 municípios que compõem a área de atuação da Diocese. A cada mês, um deles recebeu a imagem de Santana, padroeira da Diocese de Mogi, que percorreu as igrejas, onde foi recebida com missas ou rezas.

 

Corrigindo

O nome correto da indústria fabricante de celulose, citado na edição do dia 21 de dezembro desta coluna, é Bracell e não “Brascell”, como foi erroneamente grafado.

 

 

Veja Também