Diário Logo

Notizia Logo

Acolhimento emergencial no Ginásio Municipal será reaberto até a quinta-feira

A Prefeitura de Mogi informa que em função da queda nas temperaturas, a Secretaria Municipal de Assistência Social vai reabrir a partir desta segunda-feira o acolhimento emergencial para pessoas em situação de rua no Ginásio Municipal de Esportes. Ele continuará aberto até a quinta-feira (29 de agosto a 1 de setembro), com 40 vagas de pernoite. […]

29 de agosto de 2022

Reportagem de: O Diário

A Prefeitura de Mogi informa que em função da queda nas temperaturas, a Secretaria Municipal de Assistência Social vai reabrir a partir desta segunda-feira o acolhimento emergencial para pessoas em situação de rua no Ginásio Municipal de Esportes. Ele continuará aberto até a quinta-feira (29 de agosto a 1 de setembro), com 40 vagas de pernoite. A acolhida começará às 19h e se estenderá até as 7h do dia seguinte e o atendimento será por demanda espontânea e também a partir de encaminhamentos, a depender da necessidade e da adesão do público alvo ao serviço de abordagem. 

A estrutura funcionou de forma ininterrupta de 21 de maio até o início deste mês. A partir disso, ficou condicionada diretamente ao registro de baixas temperaturas. O último período em que o acolhimento emergencial operou foi entre os dias 19 e 21 de agosto. 

O acolhimento no Ginásio é uma estrutura complementar à Operação Inverno, que está sendo desenvolvida pela Secretaria de Assistência Social desde maio, para reforçar o atendimento às pessoas em situação de rua durante o período mais frio do ano. Pela mesma operação, a Secretaria ampliou o número de vagas nas unidades permanentes de acolhimento institucional – as quatro unidades tinham 156 vagas no total e isso foi ampliado para 176, sendo 20 vagas rotativas e sujeitas à demanda. 

As equipes de abordagem, que normalmente atuam das 8h às 20h, também tiveram o expediente ampliado e estão trabalhando diariamente das 7h até as 22h ou das 7h às 23h, conforme demanda. Durante as abordagens, os agentes sociais tentam conscientizar as pessoas a deixarem a situação da rua e ofertam e acolhimento nas unidades que prestam esse serviço. Vale lembrar que os trabalhos de abordagem não podem ter caráter coercitivo e/ou compulsório. Assim, a adesão aos serviços ofertados deve ocorrer de forma espontânea por parte das pessoas que se encontram em situação de rua. As equipes atuam em locais previamente mapeados e também a partir de denúncias, que podem ser feitas pelo telefone (11) 97096-0923.

A unidade de referência para o atendimento de pessoas em situação de rua na cidade é o Centro POP, situado no Mogilar. Lá, as pessoas são recepcionadas, cadastradas e podem tomar banho, trocar de roupa e ser encaminhadas para alimentação no Bom Prato. A unidade, que opera em horário comercial, também oferta atendimento psicossocial e o encaminhamento para acolhimento institucional. 

Mais informações sobre o serviço podem ser obtidas pelo telefone 4796-3862 ou 4790-1244.

Veja Também