MENU
BUSCAR
INFORMAÇÃO

Rodrigo Valverde já faz campanha para deputado

Ex-vereador Rodrigo Valverde, do PT, avalia a administração de Caio Cunha e admite que a decisão de Fachin recoloca Bolsonaro no confronto com Lula

Darwin ValentePublicado em 09/03/2021 às 16:22Atualizado há 3 meses
Foto: divulgação
Foto: divulgação

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Mogi nas eleições municipais passadas, Rodrigo Valverde (PT), já está em plena campanha para disputar uma vaga de deputado junto à Assembleia Legislativa paulista.

Na condição de chefe de gabinete do deputado federal Alencar Santana Braga (PT), um antigo aliado político, Valverde tem participado das atividades do parlamentar erm Brasília, na base do bate-e-volta, já que a maior parte de suas atividade são desenvolvidas na região de Guarulhos, principal polo de ação política do chefe.

Tudo isso, é claro, garante cacife eleitoral para o petista que tem ido ainda mais além, como representante oficial do deputado federal em eventos realizados nos diferentes pontos do interior de São Paulo.

Em seu primeiro mandato como deputado federal, Alencar Santana pode estar preparando uma dobradinha com Valverde para as eleições do próximo ano, quando poderá também tirar proveito, como candidato à reeleição, do sólido esquema eleitoral montado por Valverde em Mogi das Cruzes nas eleições municipais passadas.

Aliás, o nome do petista era tido como certo por muitos para integrar o esquema político-administrativo do atual prefeito Caio Cunha (PODE), a quem deu apoio no segundo turno. As previsões não se confirmaram, mas de que maneira o petista estaria avaliando a gestão de seu antigo colega de Câmara Municipal? Para Valverde, o prefeito tem cometidos alguns erros, como manter secretários e diretores da gestão anterior; com as filas demoradas na vacinação dos idosos; deixando de fiscalizar com rigor os estabelecimentos; além de permitir que a Guarda Municipal usede violência contra movimentos de moradia, entre outos. 

Mas ele também enxerga pontos positivos, como mais independência do Legislativo, manutenção do preço da tarifa de ônibus e as constantes realizações de lives com as redes sociais, etc.

E como Valverde analisa a decisão do ministro Fachin anulando as penas de Lula? “Se ele for reeleito, ótimo para o povo, pois éramos a quinta economia mundial em seu governo e hoje o País já voltou à 11ª posição. Será bom para o Bolsonaro, que perderia para qualquer candidato que não fosse do PT. Com Lula no jogo é quase uma certeza de segundo turno entre  ele e Bolsonaro, que agora voltou a ficar vivíssimo. Bom também para o Sérgio Moro, que poderia ter problemas com a Justiça caso os processos fossem adiante. Então, eu acho que o Fachin quis ajudar mais o Moro que o Lula. Ele salvou a Lava Jato com esta decisão, pois não serão mais discutidos todos os trambiques da Operação, apenas a competência do julgamento que não tinha de ser no Paraná. Fachin salvou a Lava Jto com essa medida". 

Promessas na educação

Ex-candidato a vereador, o jovem Itânio Mariano, uma das promessas da nova geração da política mogiana, passou a integrar o atual governo municipal na área da Educação. “Reduzir desigualdades atuando com equidade “ é uma das promessas de Itânio . “Passo a somar no time da Educação para construir o caminho das políticas públicas de juventude da nossa cidade”, disse ele, numa rede social. “Nossa cidade pode ser uma incubadora de mentes brilhantes, que trabalham e pensam em Mogi das Cruzes, onde a perspectiva de futuro envolve valores como fraternidade e justiça, e ação pensando no todo e na comunidade”, garante, ressaltando o trabalho da (ainda) secretária Rose Tonete e do adjunto, Caio Callegari.

Redução nas estradas

No primeiro final de semana da fase vermelha da pandemia, o movimento nas estradas administradas pelo DER, em São Paulo, tiveram uma redução média de 12,4% no movimento normal de veículos. Detalhe: a maior queda foi registrada na ligação rodoviária Mogi das Cruzes-Bertioga,  com 24,8% de veículos a menos. O movimento foi de 42,4 mil para 31,8 mil, durante a sexta-feira (5) , sábado (6) e domingo (7). No Sistema Anchieta-Imigrantes, principal acesso ao Litoral, a redução foi de 20%. Administrado pela Ecovias, o SAI recebeu 237 mil veículos neste final de semana; no anterior foi 298 mil. Na Tamoios, ligação com o Litoral Norte, a redução foi de 14,5% -  de 85 mil veículos para 73 mil.

Novos tempos

O afastamento temporário do presidente Otto Flôres de Rezende do cargo para resolver problemas de ordem pessoal, acabou dando oportunidade para que o 1º vice-presidente da Casa, o vereador petista Iduigues Ferreira Martins, conduzisse, pela primeira vez, uma sessão da Câmara Municipal de Mogi. Ele comemorou o fato, inédito em  toda sua história e do PT no Legislativo mogiano. O assunto da última quarta-feira, na sessão, foi a questão das vacinas. E sob o comando de Iduigues, o Legislativo aprovou pedido feito por ele próprio para incluir Mogi no consórcio formado pela Frente Nacional de Prefeitos para a compra de vacinas. Ontem , uma nova surpresa: Iduigues voltou à presidência e, ao discursar, quem assumiu o comando  da sessão foi a vereadora Inês Paz (PSOL).

Calçada com mato

A foto enviada para esta coluna por um leitor que não se identificou  mostra a situação de abandono em que se encontra a calçada (?) de um terreno localizado na esquina das ruas Benjamin Rodrigues Ferreira e José Urbano Sanches, no Parque Monte Líbano, em Mogi. Para os pedestres não resta outra alternativa a não ser descer para o asfalto, correndo o risco de ser atropelado.

ÚLTIMAS DE Informação