Diário Logo

Notizia Logo

Itaquá ganha novo McDonald’s e rede investe em Mogi e Suzano

Até o final deste ano, as lanchonetes McDonald’s dos shoppings de Mogi e Suzano, as primeiras instaladas na região e que completam 26 e 22 anos, em novembro e setembro, respectivamente, passarão por modernização. As unidades contarão com totens de autoatendimento, menu e monitores digitais, a exemplo do que já é realidade na nova loja […]

10 de setembro de 2022

Reportagem de: O Diário

Até o final deste ano, as lanchonetes McDonald’s dos shoppings de Mogi e Suzano, as primeiras instaladas na região e que completam 26 e 22 anos, em novembro e setembro, respectivamente, passarão por modernização. As unidades contarão com totens de autoatendimento, menu e monitores digitais, a exemplo do que já é realidade na nova loja da rede, inaugurada no dia 31 de agosto e a terceira em Itaquaquecetuba. 

Segundo o empresário Roberto Pestana, franqueado responsável pelas 11 unidades do McDonald’s no Alto Tietê e na Riviera de São Lourenço, em Bertioga, o projeto de modernização das unidades dos shoppings de Mogi e Suzano já está aprovado e com orçamento pronto. “Vou fechar contrato com as construtoras e já vai começar, com ideia que até o final do ano, no máximo em novembro, as lojas estejam modernizadas, com totens de autoatendimento, menus digitais e remodelação da fachada”, detalha Pestana.

Ele avalia que Mogi e Suzano comportam, pelo menos, mais uma lanchonete da rede em cada cidade. “Mas a escolha de novos pontos é uma prerrogativa única do franqueador. Recebo muitas ofertas de terrenos, mas quem escolhe o local é a rede McDonald’s, que está sempre em busca de pontos para crescer na região”, avalia.

Um dos pontos com este potencial e que recebeu recentemente mais uma loja da rede já com totens de autoatendimento e menu digital é Itaquaquecetuba. O restaurante com salão para 80 pessoas sentadas, amplo estacionamento e drive-thru foi inaugurado no final do mês passado, com a presença do prefeito da cidade, Eduardo Boigues. “Está em um ponto estratégico, bem na rotatória de entrada da cidade, quando saímos da rodovia Airton Senna, na estrada Alberto Hinoto, que liga Itaquá a Arujá. É um ponto por onde passa muita gente”, observa Pestana.

Outra novidade da loja de Itaquá é o McCafé, onde são servidas bebidas quentes, como café expresso, capuccino e chocolate quente, em um serviço pioneiro na região.

A lanchonete também conta com o sistema Peça e Retire, antes chamado de Méque Sem Fila, já disponível em todas as unidades da região. “A pessoa baixa o aplicativo do McDonald’s no celular, encontra ofertas, escolhe o restaurante para retirada, efetua o pagamento e pode buscar no drive-thru ou no balcão. Futuramente, vamos reservar algumas vagas, nas lanchonetes com estacionamento próprio, para que a pessoa aguarde a entrega, sem precisar sair do carro ou entrar no drive-thru”, revela.

Para a nova loja, foram contratadas 50 pessoas, a maioria em sua primeira experiência de emprego e moradora da redondeza. “Dividimos esta turma em quatro restaurantes para terem treinamentos mais eficientes, com o pessoal mais antigo, por um mês. Uma parte foi para os shoppings de Suzano e Itaquá e outra para as lojas de Arujá e Poá. Estamos sempre participando da vida das cidades e somos grandes geradores da primeira oportunidade de emprego. Os jovens saem do Ensino Médio sem experiência anterior e com formação um pouco deficiente. Desenvolvemos esta pessoa e muitas seguem carreira aqui ou enriquecem o currículo conosco e têm as portas abertas em outras empresas, porque a experiência no McDonald’s salta aos olhos dos empregadores”, diz 

Com foco no treinamento e formação dos jovens, além de disciplina e noções de hierarquia, a vivência na rede, segundo Pestana, também leva os colaboradores a se familiarizarem com o trabalho. “Tenho funcionários que estão há mais de 20 anos conosco, como o meu consultor de operações de todas as lojas, que começou como atendente”, acrescenta.

Mas o empresário lembra que não é preciso ser funcionário da rede para participar de programas de capacitação profissional. “O McDonald’s tem a Universidade do Hamburguer, em Alphaville, que oferece cursos abertos online para qualquer jovem. Basta acessar o site, buscar as informações, se inscrever e participar. É uma maneira de ajudar a desenvolver o jovem e capacitá-lo para o trabalho”, frisa. 

A preocupação em ajudar a melhorar esta formação para que a juventude chegue melhor preparada ao mercado levou à inclusão do Instituto Ayrton Senna como beneficiário de parte da arrecadação do McDia Feliz. “Hoje, 70% vão para o câncer infanto-juvenil e 30% para Instituto, que visa a capacitação e educação de jovens”, explica Pestana, contando que, na edição deste ano, no último dia 27 de agosto, foram vendidos 17,5 mil Big Macs nas 11 lojas sob seu comando no Alto Tietê e Bertioga. O valor arrecadado não foi divulgado.

“Temos parceria com Tucca, em Itaquera, e com a arrecadação daqui, apoiamos o projeto Trenzinho Leva e Traz, da Rede de Combate ao Câncer de Mogi. Neste ano, vamos trocar o veículo, mas o dinheiro também ajuda a manter o sistema funcionando, pagando salário, seguro, combustível e manutenção. O transporte das crianças é importante. Sem isso, o tratamento fica prejudicado e a doença vem, porque, muitas vezes, moram muito distantes e não têm condições de se locomover por conta própria”, conta Pestana.

Veja Também