Diário Logo

O Diário Logo

Moradora da Vila Ipiranga, em Mogi, reclama de descarte irregular e lixo a céu aberto

Segundo o relato, a passagem da calçada foi bloqueada pelo lixo; prefeitura disse que já notificou o proprietário do imóvel 

19 de abril de 2024

Proprietário do imóvel terá 30 dias para limpar o trecho, disse a prefeitura | Reprodução

Reportagem de: Fabricio Mello

Entulho, pneus, móveis velhos e outros resíduos: essa é a visão em frente a residência de uma moradora da Vila Ipiranga, bairro de Mogi das Cruzes. Ela – que preferiu não se identificar – entrou em contato com a redação do O Diário e contou que vem tentando encontrar uma solução para o problema há dias.

“Colocaram um monte de entulho em frente a minha casa, tem tudo que vocês podem imaginar: móveis, resíduos, pneus,” contou a moradora, que também disse estar preocupada já que água começou a acumular no local do descarte. “Já notifiquei a prefeitura, mas até agora nada. É um descaso total, não dá nem pra andar na calçada porque [o lixo] está só aumentando.”

A moradora apresentou para a redação o número do protocolo da reclamação registrada, Questionada pelo O Diário, a Prefeitura de Mogi das Cruzes confirmou que recebeu a demanda no dia 2 de abril, há pouco mais de duas semanas, e que as providências administrativas já foram adotadas.

“O Departamento de Fiscalização de Posturas esteve no local e notificou o responsável pelo imóvel para que faça a desobstrução da calçada, com prazo de 30 dias, conforme determina a legislação municipal. O reclamante recebeu a resposta de sua solicitação, com as providências adotadas, nesta quinta-feira, dia 18 de abril.” 

A administração municipal também destacou que “o descarte irregular de lixo e entulho não se justifica” uma vez que a cidade possui ações, serviços e espaços destinados a coleta de resíduos e descarte apropriado de inservíveis.

Por fim, a nota da prefeitura destaca que a orientação para moradores é que, ao flagrar este tipo de comportamento, “entrem em contato imediatamente com o Departamento de Fiscalização de Posturas, pelo telefone 153. Ao receber a denúncia, uma equipe é enviada para realizar a fiscalização”.

Veja Também