ARTIGO

Não podemos retroceder!

Marcus Melo

Mogi das Cruzes e região avançaram para a fase laranja do Plano São Paulo, do governo estadual, que permite abertura controlada de setores do comércio e serviços. É resultado do esforço dos prefeitos que integram o Condemat e se desdobraram para melhorar um dos principais indicadores do programa: a capacidade hospitalar das cidades para enfrentamento da Covid-19.

Aqui, a Prefeitura já havia equipado o Hospital Municipal, nosso Centro de Referência do Novo Coronavírus, com um adicional de 24 leitos de UTI. Com os 20 respiradores enviados pelo Estado, elevamos a capacidade de terapia intensiva em mais de 5 vezes. Saímos de 10 leitos de UTI e chegamos a 54. Além disso, criamos o Hospital de Campanha com 200 leitos de enfermaria.

Não é o fim da quarentena. Apenas entramos na 1ª fase do Plano São Paulo. Os avanços para as etapas seguintes dependem da dedicação de cada cidadão no cumprimento do distanciamento social, uso de máscaras e demais cuidados. Nada de relaxar! Senão, aumenta a propagação do vírus, mais pessoas precisam de internação e nossa capacidade hospitalar fica pequena. Mais vidas serão perdidas. E a Cidade volta à classificação vermelha, como já ocorreu em outras regiões do Estado.

A hora é de cautela e muito esforço de todos! A Prefeitura já vinha trabalhando pesado, com muito diálogo junto aos setores produtivos, para engrenar a Cidade na trajetória de resgate econômico. No mês passado, lançamos o Plano de Retomada Econômica e já havíamos definido os protocolos sanitários para a gradual reabertura. Com presteza e eficiência. Mas, a caminhada até a liberação de todas as atividades depende de cada um. Vamos com fé e cuidado! Não podemos retroceder!

Marcus Melo é administrador de empresas e prefeito de Mogi das Cruzes


Deixe seu comentário