Desde o início da tarde desta quinta-feira (25), Mogi das Cruzes sofre com a ação das fortes chuvas. A primeira delas ocorreu por volta das 14 horas, e a segunda, por volta das 16 horas, sendo a última com a presença de granizo em vários pontos. Segundo a Defesa Civil municipal, o "grande volume" de água atingiu os bairros Mogilar, Vila Nova Mogilar, Vila Natal, Centro, Parque Monte Líbano, Socorro, Vila Oliveira e também os distritos de César de Souza, Braz Cubas e Jundiapeba. 

Locais como a praça Francisca de Campos Mello Freire e também outras vias do Parque Monte Líbano sofrem com o acúmulo d'água. Veja vídeos.

De acordo com a Defesa Civil de Mogi, na praça da Bandeira e na praça Francisca de Campos Mello Freire, as sirenes de alerta foram acionadas. "O trânsito de veículos foi interrompido devido ao alagamento. Com o escoamento da água, a passagem de veículos voltou ao normal. O mesmo aconteceu na avenida Yoshiteru Onishi, onde o córrego Lavapés, chegou a transbordar", esclareceu o órgão, em nota enviada a O Diário.

Também houve, por volta das 16 horas, uma queda de árvore, na avenida Francisco Rodrigues Filho, próximo ao Parque Centenário. "A pista sentido bairro-centro chegou a ser interditada por conta da ocorrência. Equipes das Secretarias Municipais do Verde e Meio Ambiente e de Serviços Urbanos trabalharam para a retirada da árvore e liberação total da via aconteceu por volta das 17 horas", afirma a Prefeitura, que também recebeu chamados por conta de quedas de árvores na estrada do Nagao e no Jardim Universo.

César de Souza

Outro ponto da cidade que sofreu foi César de Souza, onde o prefeito Caio Cunha (PODE) esteve recententemente para estudar uma ação integrada de prevenção a alagamentos

Sobre a região próxima à passagem em nível nesse distrito, a prefeitura de informa que equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos "realizaram a limpeza da margem do córrego que passa pelo local, bem como a manutenção da laje existente junto à calçada". Além disso, a "localização da barraca do empreendedor de rua que trabalha no local também foi modificada para o lado, para facilitar o acesso à laje".

Em nota, a Pasta informa ainda "que o local necessita de obras estruturantes para melhoria da drenagem".

"É um estudo que já vinha sendo realizado pela Prefeitura e que depende de levantamentos de macrodrenagem e verba orçamentária para execução, sendo que este trabalho deverá ser contemplado dentro de projetos previstos para o distrito", explica o texto.

Mogi Shopping

A força da água quebrou alguns dos vidros da academia Runner, no Mogi Shopping (veja vídeo) O empreendimento enviou uma nota de esclarecimento a O Diário

"Devido ao forte temporal, algumas peças de vidro se deslocaram da fachada. Nossas equipes estão empenhadas para avaliar o que provocou essa movimentação. Como os vidros são temperados, não houve estilhaços. Os alunos foram orientados e todos estão em segurança. A academia está à disposição dos clientes para informações sobre os horários dos treinos".

Alerta

A Defesa Civil de Mogi das Cruzes "permanece monitorando a cidade dentro dos trabalhos da Operação Verão 2020/2021", com o apoio das câmeras da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), além da realização de trabalhos de atendimento a ocorrências, incluídos os serviços de manutenção urbana. A população pode comunicar emergências pelo telefone 199, da Defesa Civil.

Às 15h55 desta quinta-feira (25), a Defesa Civil do Estado publicou, no Twitter, um alerta para a região. "Chuva intensa em Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim. Tem raios. Busque um abrigo. Se estiver em rio ou lago, saia já", escreveu o órgão. Leia mais sobre o alerta regional.

O post foi acompanhado por um link com orientações em caso de tempestade forte como a desta quinta-feira.

A situação pode se repetir na sexta-feira (26), quando a previsão do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) mostra que a chance de chuva é de 80% para Mogi.

LEIA TAMBÉM: Chuva causa transbordamento de córrego em Mogi das Cruzes

O CPTEC, aliás, também emitiu um alerta para a região: "Há risco moderado para ocorrência de fenômeno meteorológico adverso dentro das próximas 72 horas. Acompanhe com mais frequência as atualizações da previsão do tempo, pois você poderá necessitar mudar seus planos e se proteger dos eventuais impactos decorrentes de tempo severo. Siga as eventuais recomendações da Defesa Civil e das demais autoridades competentes".