MENU
BUSCAR
COVID-19

Maioria avalia que resultado da pandemia do novo coronavírus é pior do que se esperava

Pesquisa abrange 2.218 brasileiros e está dividida por sexo, faixa etária, escolaridade, nível econômico e posição geográfica

Carla OlivoPublicado em 27/12/2020 às 16:30Atualizado em 28/12/2020 às 08:54
OPINIÃO  Pesquisa mostra que resultado da pandemia de Covid-19 é pior do que se esperava  / Arquivo/O Diário
OPINIÃO Pesquisa mostra que resultado da pandemia de Covid-19 é pior do que se esperava / Arquivo/O Diário

Após quase um ano do início da pandemia de Covid-19, uma pesquisa nacional realizada pelo Paraná Pesquisas - Especialista em Opinião Pública - aponta que o resultado da pandemia do novo coronavírus foi pior do que a maioria dos entrevistados esperava.

A consulta revela que 56,6% deles consideram a situação pior do que esperavam; 22,9% igual ao esperado; 15,7% melhor do que esperavam; e 4,7% não sabem ou não opinaram.

O universo da pesquisa abrange a população brasileira e para sua realização foi utilizada uma amostra de 2.218 habitantes, estratificada segundo sexo, faixa etária, escolaridade, nível econômico e posição geográfica.

O trabalho de levantamento de dados ocorreu por meio de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos de idade ou mais, em 26 Estados e Distrito Federal e em 248 municípios brasileiros, entre os dias 18 e 22 de dezembro de 2020, sendo auditadas simultaneamente à sua realização.

A amostra representativa do Brasil atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais. Nas análises das questões por localidade, o grau de confiança atinge 95,0% para a margem de erro de 3,0% para a Região Sudeste, onde foram realizadas 969 entrevistas; 4,0% para a Região Nordeste (596); 5,5% para a Região Norte + Centro-Oeste (332); e 5,5% para a Região Sul (321). 

A amostra é representativa dos moradores das áreas pesquisadas e foi selecionada em duas etapas. Na primeira fase realizou-se um sorteio probabilístico dos municípios onde as entrevistas foram realizadas por meio do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), considerando a população com 16 anos de idade ou mais residente nos municípios como base para essa seleção.

Na segunda etapa, a seleção dos entrevistados dentro do município foi feita utilizando-se quotas amostrais proporcionais, em função das seguintes variáveis: sexo, faixa etária, escolaridade e nível econômico. 

A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/20. 

ÚLTIMAS DE Notícias