MENU
BUSCAR
OPINIÃO

Resiliência às mudanças climáticas

"Buscar a resiliência climática é um compromisso social, uma ação interdisciplinar, que envolve várias secretárias de um município com resultados econômicos, um tripé de sustentação que garante mais qualidade de vida"

Jussara CarvalhoPublicado em 03/12/2021 às 15:05Atualizado há 2 meses
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Escassez hídrica, tempestades de poeira, aumento do nível do mar, incêndios, seca, deslizamentos de terra, enchentes... são exemplos reais dos efeitos das mudanças climáticas em nossas vidas

De acordo com o Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima (PNA) verificou-se nos últimos anos um aumento da frequência de eventos extremos no Brasil.

Em São Paulo, 96% da população vive em áreas urbanas. Construir cidades mais seguras é um desafio a ser alcançado a médio e longo prazo que necessita do envolvimento de vários níveis de governo e de parcelas da sociedade

Para aumentar a capacidade dos municípios de enfrentar esses desafios impostos pela natureza e agravados por nosso modo de vida, o Governo de São Paulo firmou uma parceria com o Governo Alemão na elaboração de planos e ações que contribuam no enfrentamento dos impactos das mudanças climáticas.

A Baixada Santista e mais 13 municípios foram os escolhidos para participar da fase pioneira do Projeto Municípios Paulistas Resilientes (PMPR)

Para a escolha foram aplicados os conceitos do Programa “Construindo Cidades Resilientes’’ da Organização das Nações Unidas (ONU) e do índice de capacidade de resiliência desenvolvido pela Secretaria estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA).

Em parceria com os interlocutores e interlocutoras, o Projeto está levantando as necessidades, definindo estratégias e alinhando intervenções baseadas na ciência por meio de estratégias de Adaptação Baseada em Ecossistemas (AbE), que utiliza os serviços ecossistêmicos para contribuir com a diminuição dos riscos relacionados à mudança do clima. A conclusão desse projeto piloto servirá de base para um curso de Ensino a Distância (EAD), que será disponibilizado para os 645 municípios do Estado.

Buscar a resiliência climática é um compromisso social, uma ação interdisciplinar, que envolve várias secretarias de um município com resultados econômicos, um tripé de sustentação que garante mais qualidade de vida para as atuais e futuras gerações.

Os impactos das mudanças climáticas são uma realidade em nossas vidas e não podemos ficar de braços cruzados diante dessa situação, ou apenas agir de maneira reativa. Chegou a hora de anteciparmos os problemas e agirmos, trabalhando unidos em torno de um objetivo comum, construir um Estado mais resiliente e preparado para o enfrentamento das adversidades impostas pela crise climática.

*Jussara Carvalho é engenheira, coordenadora do PMPR e assessora internacional da SIMAN

ÚLTIMAS DE Colunistas