Diário Logo

Notizia Logo

Padrão implanta ciclo de treinamentos estratégicos

A Padrão Serviços, em três décadas de existência, atua estrategicamente na terceirização de serviços em segurança e vigilância, portaria, limpeza e facilities, monitoramento e segurança eletrônica e portaria remota, desde a concepção de projetos customizados, mapeamento de necessidades e implantações seguindo os mais altos padrões de qualidade. Garantir os critérios de excelência que alavancam a […]

17 de agosto de 2022

Reportagem de: O Diário

A Padrão Serviços, em três décadas de existência, atua estrategicamente na terceirização de serviços em segurança e vigilância, portaria, limpeza e facilities, monitoramento e segurança eletrônica e portaria remota, desde a concepção de projetos customizados, mapeamento de necessidades e implantações seguindo os mais altos padrões de qualidade. Garantir os critérios de excelência que alavancam a certificação do conglomerado pela ISO 9001 desde 2000 implica a realização contínua de treinamentos estratégicos. As atividades são direcionadas aos colaboradores que atuam em diferentes funções. As mais recentes contemplam os gestores da linha de frente das empresas.

“Todos os dias são os colaboradores que garantem a excelência e levam inovação para toda a nossa operação, em parceria com os gestores da nossa linha de frente, para entregar serviços certificados em todo território nacional. A ética, respeito humano e o comprometimento sempre foram valores muito fortes nesta equipe de trabalho e, de fato, são os gestores um dos pilares que sustentam o nosso sucesso nestas três décadas”, explica Sidemir Inácio, diretor-presidente do conglomerado.

A coordenadora da Qualidade, Daniele Fernandim, detalha que, dentro do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), a Padrão tem uma política de Treinamento e Desenvolvimento voltada para questões mais complexas. Para seus gestores, a empresa desenvolve encontros de atualização e reciclagem, com temáticas modernas, acompanhando as tendências dos seus concorrentes e do mercado, a fim de agregar valor ao Sistema Gestão da Qualidade. “Um dos objetivos desses treinamentos é de torná-los melhores profissionais e aumentar seus desempenhos e, consequentemente, o da empresa”.

Análise de Riscos e Oportunidades é um dos treinamentos regulares. Segundo a coordenadora, essa atividade visa qualificar os gestores para alcançarem melhorias de processos e procedimentos que aprimoram cada vez mais a qualidade do trabalho de cada um. A metodologia envolve técnicas para estimular um olhar na criação de políticas de relações e condutas, por exemplo.

O maior ativo da Padrão são as pessoas, como define Sidemir, observando que os gestores têm profundo comprometimento com resultados satisfatórios. “O trabalho deles envolve o relacionamento com todas as pessoas das operações e são eles que movem, diariamente, um universo com mais de 2.600 colaboradores”, justifica. Por isso, complementa, a capacitação na resolução de riscos e oportunidades é de extrema importância. “Com um mercado altamente agressivo todos precisam monitorar todas as situações”.

Para melhorar continuamente a forma como os gestores lidam com a análise de riscos e oportunidades, a empresa, em parceria com o consultor de auditoria, Antonio Carlos Echeverria, elaborou um planejamento, com vários encontros. De acordo com Daniele Fernandim, são aplicados métodos modernos e  orientativos para a rotina diária de cada um, a fim de serem bem mais assertivos com soluções efetivas.

 

Riscos e Oportunidades

O consultor Antonio Carlos Echeverria acrescenta que o método também é pautado na relação de confiança. “Esta confiança é construída pela ética, inovação e prontidão com que são conduzidos os negócios. Hoje, na Padrão, qualquer tomada de decisão envolve inúmeros fatores.  Entre eles, está a análise de risco – momento em que os gestores devem considerar todos os elementos antes da implementação de uma nova medida ou processo. Por isso, é essencial que os gestores entendam efetivamente o que é a análise de risco e oportunidades para implantar procedimentos em todas as atividades do negócio da empresa”, sublinha ele.

Nos treinamentos, basicamente, a análise de risco é trazida por meio de metodologia onde ocorre o processo de identificação e avaliação de possíveis problemas que podem impactar negativamente os negócios da Padrão. “O principal objetivo é ajudar a organização a evitar ou mitigar os riscos. Neste sentido, essa verificação deve contemplar tanto a análise dos riscos envolvendo os colaboradores e gestores da empresa, quanto dos parceiros, fornecedores, clientes e demais stakeholders da Padrão”, avalia Echeverria, assinalando que qualquer ação de um colaborador participante dos processos da empresa pode gerar impactos (positivos ou negativos). “Para tanto, é preciso conhecer, de forma detalhada, o perfil de todos esses indivíduos, a fim de se prevenir de potenciais perigos”.

Durante esses encontros, que começaram no primeiro semestre, foram pautados cinco tipos de riscos nos módulos de treinamentos: Riscos estratégicos, Riscos financeiros, Riscos operacionais, Riscos de conformidade e Riscos cibernéticos. A medida visa aprofundar o conhecimento e mitigar inúmeras ameaças presentes no dia a dia da empresa.

Sidemir afirma que a empresa está caminhando pelo caminho certo, com o alto investimento na valorização e qualificação do capital humano, em inovação e ações de responsabilidade socioambiental. “O bacana destes encontros é que os gestores podem conhecer e levantar alguns dos benefícios da temática de análise de risco, como identificar, classificar e comparar o impacto geral dos riscos em aspectos financeiros e organizacionais, identificar lacunas de segurança e determinar as próximas etapas para eliminar os pontos fracos, aprimorar os processos de comunicação e tomada de decisão relacionados à segurança da informação, melhorar políticas e procedimentos de segurança e desenvolver métodos econômicos de implementar tais processos, além de implementar controles de segurança para mitigar os riscos”, analisa o executivo.

Todo treinamento com definições claras tem chances maiores de gerar bons resultados, já que o foco é bem definido. Por meio da política de treinamentos da SGQ, assinala Sidemir, é possível acompanhar todas as etapas da aplicação do desenvolvimento das temáticas propostas, o que confere mais controle do resultado aos gestores e excelentes indicadores para a Padrão.

 

Padrão na AGFE

A Padrão Serviços é uma das 25 grandes organizações de Mogi das Cruzes e região que integram a Agência de Fomento Empresarial (AGFE). Sócio-fundador da entidade, Sidemir Inácio observa que um dos atributos da AGFE é o potencial de gerar novas oportunidades e qualificação profissional para fazer a economia mogiana crescer. A ideia é que as empresas da região não busquem mão de obra nem serviços em outras cidades.

Veja Também