MENU
BUSCAR
JARDIM AEROPORTO

Polícia Militar salva vítimas de sequestro em Mogi

Policiais chegaram às vítimas depois de informações de outras vítimas do mesmo crime tinham sido levadas para o Jardim Aeroporto.

O Diário Publicado em 11/06/2021 às 08:52Atualizado há 2 meses
Polícia Militar/Divulgação
Polícia Militar/Divulgação

Policiais militares libertaram dois comerciantes que tinham sido sequestrado na rodovia Mogi-Dutra (SP 088), quando eram ameaçados no bairro Jardim Aeroporto, em Mogi das Cruzes, nesta quinta-feira (10). 

Segundo as infomrações da PM, uma equipe decidiu abordar um Hyundai I30 no bairro, quando os ocupantes fugiram e deixaram as vítimas dentro do veículo. 

Na fuga, um dos criminosos deixou cair uma máquina de cartão. As vítimas informaram à polícia que os criminosos roubaram um veículo modelo Sprinter, a quantia de R$ 4 mil, celulares e carteira e que os policiais militares chegaram no momento em que eram ameaçadas de morte porque um deles não recordava a senha do cartão.

Os policiais militares decidiram abordar o veículo I30, pois, durante o patrulhamento, haviam recebido informações via Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) sobre o roubo de um veículo modelo Sprinter pela rodovia Mogi-Dutra, ocasião em que o condutor e o passageiro foram levados como reféns em um outro veículo.

A equipe policial também tinha a informação de que na última terça-feira (8) havia ocorrido um roubo pela mesma via e que as vítimas tinham sido mantidas como refém no interior de um veículo Hyundai I30, no Jardim Aeroporto.

A ocorrência foi apresentada no 2° Distrito Policial, oportunidade em que os policiais militares realizaram uma busca mais detalhada do veículo, constatando que a numeração do chassi apresentava sinais de adulteração.

Mediante pesquisa, o Copom informou que a numeração era referente a um veículo modelo I30, o qual havia sido roubado na Capital.

O caso foi registrado no 2º DP como roubo com retenção de vítima e localização de veículo dublê, apreendendo os objetos para perícia e investigação.

ÚLTIMAS DE Polícia