MENU
BUSCAR
Luto

Policial de Ferraz, Luciana é mais uma vítima da Covid

Ela ingressou na Polícia Militar em 1997 e, desde de 2015, atuava na 3ª Companhia do 32º Batalhão, onde era auxiliar de logística.

O DiárioPublicado em 15/04/2021 às 09:48Atualizado há 2 meses
A policial militar não resistiu às complicações da Covid-19 / Divulgação - Polícia Militar
A policial militar não resistiu às complicações da Covid-19 / Divulgação - Polícia Militar

Na noite desta quarta-feira (14), a policial militar Luciana Torres Fonseca foi mais uma vítima da Covid-19 no Alto Tietê. Cabo da 3ª Companhia do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, em Ferraz de Vasconcelos, ela não resistiu às complicações da doença e morreu.

Luciana ingressou na Polícia Militar em 8 de setembro de 1997, serviu no 4º Batalhão de Polícia Feminina, no 28º e no 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, no 24º Batalhão de Polícia Militar do Interior e no Comando de Policiamento de Área Metropolitana 12.

Encontrava-se, desde 8 de junho de 2015, na 3ª Companhia do 32º Batalhão, onde exercia suas funções como auxiliar de Logística “com grande dedicação e zelo com o que lhe era confiado, além de ser profissional esforçada, exemplar e competente com seus afazeres”, segundo nota de condolências divulgada pela PM.

A publicação diz ainda que “a família policial militar lamenta, com profundo pesar, a perda de nossa companheira. (…) Nesse momento de dor, unimos nossos sentimentos aos da família e elevamos nossos pensamentos a Deus, rogando-lhe que, por meio de seu grande amor, possa consolar os corações e curar as feridas dessa separação. Recebam o abraço fraterno dos integrantes do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano. Com nosso mais sincero pesar”.

ÚLTIMAS DE Polícia