Diário Logo

Notizia Logo

Preso médico suspeito de abusar sexualmente de 14 mulheres em Suzano e Recife

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (9) a prisão do ginecologista foragido que é suspeito de abusar sexualmente mais de 14 mulheres, mediante fraude. Vítimas de Suzano e do Recife (PE) foram as responsáveis pela denuncia do caso. Dois mandados de prisão já haviam sido emitidos contra o suspeito, um pelo Tribunal de Justiça de […]

10 de agosto de 2022

O Diário

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (9) a prisão do ginecologista foragido que é suspeito de abusar sexualmente mais de 14 mulheres, mediante fraude. Vítimas de Suzano e do Recife (PE) foram as responsáveis pela denuncia do caso. Dois mandados de prisão já haviam sido emitidos contra o suspeito, um pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e outro pelo de São Paulo.

De acordo com informações do portal de notícias G1, o delegado Ivaldo Pereira afirmou que o homem foi localizado em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. Mesmo após ser preso e levado para o estado de Recife (PE), o homem se reservou ao direito de não prestar depoimento.

Segundo relato das mulheres abusadas e informações da Delegada da Mulher, Ana Luiza de Mendonça, divulgadas pelo G1, os crimes aconteciam dentro dos consultórios, momento em que as vítimas teriam sido ludibriadas para não perceber que estavam sofrendo o abuso. Tal ato diferencia o crime do estupro, quando a vítima compreende que está sofrendo o abuso.

Além de usar a profissão para exceder durante os atendimentos e consolidar o abuso das pacientes, a delegada detalhou condutas do suposto médico que não utilizava luvas e tentava estimular as mulheres alegando que o ato seria essencial para a melhoria da saúde sexual ou física daquela paciente.

O suspeito foi alvo de sete inquéritos em Pernambuco e, desde 2016, 14 em São Paulo que resultaram em indiciamento e nos pedidos de prisão, informou a delegada.

Segundo o delegado Ivaldo Pereira, gestos do Grupo de Operações Especiais (GOE), em outubro de 2020 o mesmo homem foi preso em São Paulo, onde mantinha clínica e quando passou a residir em Suzano, após os abusos em Pernambuco.

Veja Também