FUTURO

Senado aprova financiamento para Projeto + Mogi Ecotietê

EM BRASÍLIA Marcus Melo foi recebido pelo chefe de gabinete da presidência do Senado, Paulo Boudens. (Foto: divulgação)

O Senado aprovou na tarde de ontem a contratação de empréstimo de mais de US$ 69 milhões entre Mogi das Cruzes (SP) e a Corporação Andina de Fomento (CAF). Os recursos destinam-se ao Programa + Mogi Ecotietê, um conjunto de obras e serviços destinado a mudar radicalmente o perfil da região de César de Souza e Botujuru. O texto vai agora à promulgação pelo presidente Jair Bolsonaro.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) viajou para Brasília e participou das articulações para apressar a aprovação da proposta, inicialmente pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e a consequente votação no plenário. Ele foi recebido pelo chefe de gabinete da presidência do Senado, Paulo Boudens.

Com a ajuda de senadores paulistas José Serra e Mara Gabrilli (PSDB), Major Olimpio (PSL) e com apoio muito especial do presidente Davi Alcolumbre (DEM), foi possível votar a autorização para contratação de operação de crédito externo, com garantia da República Federativa do Brasil, como constou de mensagem do presidente Jair Bolsonaro, encaminhada na semana passada ao Senador, conforme noticiou a coluna Informação, deste jornal.

Tão logo ocorra a promulgação da medida aprovada ontem pelo Senado, o prefeito diz que pretende, dentro do menor espaço de tempo possível, assinar o contrato com a CAF, para a consequente liberação dos recursos. Além do valor relativo ao financiamento, o Programa + Mogi Ecotietê envolve ainda uma contrapartida do município estimada em cerca de US$ 18 milhões.

Esses recursos deverão ser utilizados para a colocação em prática de um dos mais ousados projetos de urbanismo, mobilidade urbana e saneamento básico para Mogi das Cruzes, nas últimas décadas.

O conjunto de obras prevê a construção de novas avenidas transpondo a linha férrea e o rio Tietê, ampliação da estação de tratamento de esgotos do Parque Centenário, ciclovias, nova iluminação, além de dois novos parques, que serão construídos entre a região do Nova Mogilar e o acesso para César de Souza, nas proximidades do rio Tietê.

Estas obras e serviços darão um novo impulso para o desenvolvimento da área Leste de Mogi, que inclui César de Souza, Botujuru e Sabaúna”, afirma o prefeito Marcus Melo, satisfeito com a rapidez na tramitação do processo pelo Senado para que seja possível dar andamento rápido às futuras etapas do plano que poderá ser colocado em prática já a partir do próximo ano.


Deixe seu comentário