MENU
BUSCAR
Luto

Gianuzzi, ex-delegado de Suzano, morre de Covid-19

Atual controlador geral de Suzano, ele lutava contra a doença desde o início de março e estava internado em um hospital de São Paulo.

O DiárioPublicado em 19/04/2021 às 12:14Atualizado há 2 meses
Aos 66 anos de idade, Gianuzzi foi mais uma vítima da Covid / Divulgação - Prefeitura de Suzano
Aos 66 anos de idade, Gianuzzi foi mais uma vítima da Covid / Divulgação - Prefeitura de Suzano

Aos 66 anos de idade, Edson Gianuzzi foi mais uma vítima da Covid-19, na manhã desta segunda-feira (19). Atualmente, ele era o controlador geral de Suzano, e antes disso foi delegado da Polícia Civil durante grande parte da vida, além de já ter atuado como secretário de Meio Ambiente de Suzano, entre 2019 e 2020. Gianuzzi lutava contra a doença desde o início de março, estando internado em um hospital privado na capital paulista desde então.

Em 1975, Gianuzzi começou como agente policial, após ser aprovado em concurso público. Anos depois, em 1982, passou a investigador. Nesses dois cargos trabalhou em várias unidades na capital paulista. Em 1985 se formou em Direito pela Faculdade Integrada de Guarulhos. Quatro anos depois, em 1989, chegou a Suzano, onde começou a trabalhar como delegado plantonista. Até 2004 exerceu as funções de delegado assistente, diretor da Cadeia Pública e diretor da 132ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran).

Depois disso foi para Santo André onde assumiu como delegado titular do 1º Distrito Policial (DP) e diretor da 23ª Ciretran. Na sequência foi a Mogi das Cruzes para se tornar delegado titular do 2º DP, em Brás Cubas. Seu retorno a Suzano ocorreu em 2014, ano em que foi designado delegado titular da Delegacia Central.

O secretário deixa a esposa Teresinha Lira Gianuzzi e dois filhos, o médico ortopedista Danilo Lira Gianuzzi e o médico veterinário Leandro Lira Gianuzzi.