Diário Logo

O Diário Logo

Meio Ambiente de Suzano participa de operação contra descarte irregular

A Secretaria de Meio Ambiente de Suzano participou na última quinta-feira (08/09) da Segunda Operação do Projeto Piloto Regional de Combate ao Descarte Irregular de Resíduos Sólidos da Construção Civil, que é coordenada pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat). O alvo desta iniciativa foi um local utilizado como aterro clandestino na […]

10 de setembro de 2022

Reportagem de: O Diário

A Secretaria de Meio Ambiente de Suzano participou na última quinta-feira (08/09) da Segunda Operação do Projeto Piloto Regional de Combate ao Descarte Irregular de Resíduos Sólidos da Construção Civil, que é coordenada pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat). O alvo desta iniciativa foi um local utilizado como aterro clandestino na região da estrada Sete Cruzes, no município de Ferraz de Vasconcelos, no limite com Suzano. No terreno, que é uma área particular, foi identificado, além restos da construção civil, resíduos domésticos, orgânicos, de aviários, produtos químicos, entre outros.

Além da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, também participaram da força-tarefa as prefeituras de Ferraz e de Poá, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cestesb) e a Polícia Militar Ambiental. O objetivo da ação é coibir esse tipo de ação irregular. Na hora da operação não foram encontradas máquinas ou pessoas no local.

Representando Suzano, a diretora da pasta do Meio Ambiente, Solange Wuo, destacou o cenário visto ao chegar no local. “Diferente de resíduos de construção civil, que são inertes, o que encontramos foram objetos que podem trazer um risco de contaminação no solo, e está muito próximo de Suzano. Importante realizar essas operações para que os aterros clandestinos sejam inutilizados e não avancem. Suzano está justamente muito próximo deste local, então para nós há uma preocupação neste sentido também para que essa estrutura não chegue na cidade”, destacou.

Após a operação, as autoridades devem se reunir para definirem os próximos passos da operação, com a possibilidade de notificação do proprietário. O monitoramento da área continuará sendo feito pelas forças policiais.

O secretário municipal de Meio Ambiente, André Chiang, argumentou que todo o Alto Tietê está em área de Mata Atlântica e, por isso, a preocupação com a degradação do meio ambiente não deve ser de responsabilidade de uma única cidade. “O desmatamento não conhece limites entre as cidades, esses aproveitadores se valem de locais distantes das áreas centrais para promover essas atividades irregulares. Suzano vai continuar apoiando essas ações que têm como objetivo impedir que espaços sejam criados no meio da vegetação justamente para promover a degradação do meio ambiente, que é o objetivo dessa iniciativa”, concluiu o chefe da pasta.

Veja Também