MENU
BUSCAR
ENERGIA ELÉTRICA

Suzano e Itaquá são beneficiadas com Projetos de Eficiência

As duas cidades do Alto Tietê tiveram projetos aprovados pela EDP; ao todo serão R$ 4 milhões investidos em 6 projetos na área de concessão

O DiárioPublicado em 03/05/2021 às 15:06Atualizado há 2 meses
As cidades de Suzano (foto) e Itaquaquecetuba serão beneficiadas / Foto: divulgação / Wanderley Costa / Secop Suzano
As cidades de Suzano (foto) e Itaquaquecetuba serão beneficiadas / Foto: divulgação / Wanderley Costa / Secop Suzano

A EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, anuncia os projetos contemplados na Chamada Pública de Projetos, para incentivar a conservação e uso racional da energia elétrica. Serão R$ 4 milhões investidos em seis projetos selecionados nos municípios de Pindamonhangaba, Jacareí, Guaratinguetá, Suzano, Itaquaquecetuba e Guarulhos.

No Vale do Paraíba, os municípios de Pindamonhangaba, Jacareí e Guaratinguetá serão beneficiados com a troca de luminárias de iluminação pública comuns por LED. Ainda em Guaratinguetá, será realizado um projeto de eficientização no Comando da Aeronáutica. No Alto Tietê, o Hospital das Clinicas de Suzano será contemplado com a substituição de lâmpadas de maior consumo por LED, além de implantação de placas para geração solar de energia. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFSP, também foi selecionado e receberá troca de lâmpadas e instalação de placas fotovoltaicas nas unidades de Suzano, Itaquaquecetuba e Guarulhos. As ações irão contribuir para transformar os espaços em mais sustentáveis, com a redução do consumo de energia por meio de fonte renovável.

As iniciativas contempladas pela Chamada Pública de Projetos da EDP proporcionarão uma redução do consumo de energia total em cerca de 2010 megawatts-hora (MWh/ano), o equivalente ao consumo médio anual de aproximadamente 850 famílias. Além disso, há uma redução também nos custos de manutenção para as instituições, uma vez que a durabilidade da lâmpada LED é muito superior ao sistema atualmente utilizado. O novo modelo também gera menor impacto ambiental por não possuir mercúrio e outros componentes nocivos em sua composição, além de contribuir para melhor qualidade das instalações elétricas.

“Beneficiar a população por meio de instituições de serviços públicos de saúde e educação, e tornar a iluminação pública das cidades mais eficiente, está em linha com nosso propósito de Usar a nossa energia para cuidar sempre melhor. Conseguiremos contribuir diretamente para a utilização segura e racional da energia elétrica através dos projetos contemplados, e, consequentemente, para a redução de gastos com energia e um melhor uso dos recursos naturais”, afirma o gestor da EDP, Roberto Miranda.

Com as seis iniciativas selecionadas pela Chamada Pública de Eficiência Energética da EDP, a Companhia contribuirá para que cerca de 124 toneladas de CO2 deixem de ser lançados na atmosfera no próximo ano. Realizar projetos que resultem em eficiência energética é uma ação que reafirma o compromisso da EDP com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) - plano de ação global definido pelas Nações Unidas (ONU) para alcançar o desenvolvimento sustentável até 2030, e que está incorporado à agenda estratégica da Companhia para crescer gerando impactos positivos junto à sociedade e ao meio ambiente.

Projetos contemplados na Chamada Pública de Projetos (CPP 001/2020)

Projeto Tipologia Cidade Investimento EDP

Hospital das Clínicas de Suzano Hospital Suzano R$ 797.688,00

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFSP Poder Público Guarulhos, Itaquaquecetuba e Suzano R$ 185.527,00

Comando da Aeronáutica Poder Público Guaratinguetá R$ 623.463,00

Iluminação pública de Guaratinguetá Iluminação Pública Guaratinguetá R$ 681.886,00

Iluminação pública de Jacareí Iluminação Pública Jacareí R$ 524.667,00

Iluminação pública de Pindamonhangaba Iluminação Pública Pindamonhangaba R$ 523.475,00

A Chamada Pública de Projetos do Programa de Eficiência Energética da EDP é regulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica -ANEEL. Mais informações em: edpsp.gestaocpp.com.br