Diário Logo

O Diário Logo

Adolescente mata pais e irmã a tiros após ter celular confiscado

Tragédia ocorreu na Zona Oeste de SP; crime foi descoberto ontem (19), quando o menor ligou para a polícia e confessou os homicídios

20 de maio de 2024

O menor usou a arma do pai, um Guarda Civil Metropolitano de 57 anos, para cometer os assassinatos | Reprodução/TV Globo

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

Um adolescente de 16 anos foi apreendido na noite deste domingo (19) após confessar à polícia que havia assassinado seu pai, sua mãe e sua irmã dentro da própria casa, na Rua Raimundo Nonato de Sá, Vila Jaraguá, zona oeste da Capital.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a tragédia aconteceu na sexta-feira (17), mas só foi descoberta no domingo (19), quando o menor ligou para a polícia e confessou o crime.

Os policiais militares, ao chegarem à residência, conversaram com o adolescente, que admitiu ter cometido os homicídios. O menor relatou que, na sexta-feira (17), usou a arma do pai, um Guarda Civil Metropolitano de 57 anos, para cometer os assassinatos contra ele, a mãe de 50, e a irmã de 16 anos.

De acordo também com o G1, a motivação do crime teria sido um desentendimento, seguido da retirada do aparelho celular do jovem.

A SSP informou ainda, em nota, que a arma de fogo utilizada e o celular do menor foram apreendidos e que a perícia foi acionada para investigar o caso.

O adolescente foi conduzido à delegacia e, posteriormente, à Fundação Casa. A ocorrência foi registrada como ato infracional de homicídio – feminicídio; ato infracional de posse ou porte ilegal de arma de fogo; e ato infracional – vilipêndio a cadáver no 33° DP de Pirituba.

Veja Também